Produção puxada e empurrada: o que é e qual a diferença

PUBLICADO POR:

Viasoft Korp ERPViasoft Korp ERP

ATUALIZADO EM:

07 de Maio de 2024

Tanto a produção puxada quanto a empurrada são metodologias de trabalho usadas em indústrias. Enquanto na primeira, a empresa primeiro identifica a demanda para depois puxar a produção, na segunda a fábrica produz para estocar. Então, a produção começa após a chegada dos materiais.

Ambas funcionam e cada uma apresenta suas vantagens. A seguir, entenda as diferenças entre elas e avalie qual melhor se encaixa no perfil da fábrica em que você trabalha.

O que é e quais as diferenças entre a Produção Puxada e Empurrada?

Produção Puxada

Esse modelo é mais atual do que a produção empurrada, pois apoia-se no toyotismo. Portanto, o objetivo é trabalhar sem estoques. Sendo assim, o cliente precisa fazer o pedido para ativar a elaboração dos produtos. Ou seja, a ideia é atuar com o fluxo de materiais e não com estoque.

Além disso, nesse formato, as empresas usam o Kanban a fim de produzir um estoque mínimo. Assim, no momento em que o comprador pede a mercadoria, o Kanban fica com a ausência de um item, o que resulta no processo produtivo.

A produção puxada segue a mesma linha do Just In Time, que produz apenas o necessário e no momento certo. Então, o foco está em diminuir ao máximo os estoques a fim de reduzir desperdícios e melhorar a efetividade da operação.

Produção Empurrada

Esse tipo de produção é o mais antigo e tradicional. As indústrias fazem uso desse modelo desde a Revolução Industrial. Primeiramente, realiza-se a produção e as mercadorias vão para o estoque e, em seguida, a equipe faz a venda aos clientes.

Nesse sentido, é necessário fazer o cálculo de quanto produzir conforme a previsão de vendas gerada pelo MRP (Material Requirement Planning ou Planejamento das Necessidades Materiais). Feito isso, cria-se o estoque. Portanto, este formato precisa de estoques de sobra, a fim de atender a necessidade do cliente final.

Prós e contras da produção puxada e empurrada

producao-puxada-e-empurrada

Como você deve ter percebido, a produção puxada e empurrada são bem diferentes. A seguir, veja algumas características de cada uma delas:

Vantagens da produção puxada

  • Diminuir o estoque e eventuais perdas e custos;
  • Otimizar a qualidade das mercadorias;
  • Reduzir os custos de produção e de planejamento.

Dificuldades da produção puxada

  • Não é tão simples para os vendedores, pois às vezes o produto não está disponível para pronta entrega;
  • Em momentos de baixa demanda, a indústria pode ficar ociosa;
  • Dependência maior dos fornecedores, já que eles devem entregar no prazo.

Vantagens da produção empurrada

  • Ótimo modelo para os vendedores, já que a mercadoria está disponível para pronta entrega;
  • Maior controle dos prazos;
  • Maior monitoramento das variações na demanda.

Dificuldades da produção empurrada

  • Podem ocorrer mais gastos devido à necessidade de manter mais ambientes para a elaboração dos itens e estocagem;
  • Maior probabilidade de danos no estoque;
  • Menor comunicação entre os setores.

Exemplos de produção puxada e empurrada

A indústria automobilística é um exemplo clássico de produção puxada. A Toyota, por exemplo, é famosa por sua metodologia de produção Just-In-Time, que minimiza o estoque e maximiza a eficiência.

Já a indústria de bens de consumo, como a P&G, muitas vezes utiliza a produção empurrada. Os produtos são fabricados em grandes quantidades e distribuídos para os varejistas com base em previsões de demanda.

Algumas empresas, como a Dell, são conhecidas por mesclar os dois sistemas. A Dell mantém um estoque limitado de componentes (produção empurrada) e monta os computadores com base nos pedidos dos clientes (produção puxada).

Esses exemplos demonstram a aplicabilidade e eficácia de ambos os sistemas de produção em diferentes contextos industriais. A chave para o sucesso é entender qual sistema ou combinação de sistemas melhor se adapta às necessidades específicas de sua empresa.

Como identificar qual tipo de produção faz mais sentido para mim?

A escolha entre a produção puxada e a produção empurrada depende de vários fatores. Aqui estão algumas perguntas que você pode fazer para ajudar a identificar o sistema mais adequado para o seu tipo de indústria:

  • Qual é a natureza da demanda por seus produtos? Se a demanda é previsível e constante, a produção empurrada pode ser mais eficiente. Se a demanda é volátil e incerta, a produção puxada pode ser uma melhor opção.
  • Qual é o tempo de produção do seu produto? Produtos que levam muito tempo para serem produzidos ou que têm um longo prazo de validade podem se beneficiar da produção empurrada. Produtos que podem ser produzidos rapidamente ou que têm um prazo de validade curto podem ser mais adequados para a produção puxada.
  • Quão flexível é a sua cadeia de suprimentos? A produção puxada requer uma cadeia de suprimentos ágil e responsiva. Se a sua cadeia de suprimentos é rígida ou lenta, a produção empurrada pode ser mais apropriada.
  • Qual é a sua capacidade de armazenamento? A produção empurrada pode levar a maiores níveis de estoque, o que requer mais espaço de armazenamento. Se o espaço de armazenamento é um problema, a produção puxada pode ser uma melhor opção.

Lembre-se, não existe uma resposta única para todas as empresas. Muitas vezes, a melhor solução é uma combinação de produção puxada e empurrada, adaptada às necessidades específicas da sua empresa.

ERP industrial na produção puxada e empurrada

No mundo atual, caracterizado pela volatilidade e imprevisibilidade do mercado, a flexibilidade é uma característica essencial para qualquer negócio. Nesse cenário, os softwares de gestão desempenham um papel crucial, pois permitem que as empresas se adaptem rapidamente às mudanças na demanda, alternando entre a produção puxada e a empurrada conforme necessário.

Para indústrias, um sistema de gestão eficiente é ainda mais vital. Ele deve ser capaz de lidar com a complexidade das operações, gerenciar a cadeia de suprimentos e garantir a sincronização entre diferentes departamentos. Por isso, você precisa fazer a escolha certa!

KORP ERP: A Solução Ideal para Indústrias

O KORP ERP é um sistema de gestão especializado em indústrias que atende a essas necessidades. Ele é capaz de gerir empresas que utilizam tanto a produção puxada quanto a empurrada, proporcionando a flexibilidade necessária para responder às mudanças no mercado.

O sistema oferece uma visão integrada de todas as operações, permitindo um controle eficaz e a tomada de decisão baseada em dados. Além disso, o KORP ERP conta com diversas funcionalidades nativas que concentram todas as soluções que você precisa em um único software.

Se você está em busca de eficiência operacional e competitividade, entre em contato conosco para uma demonstração gratuita do KORP ERP.

Nossos especialistas estão prontos para realizar um diagnóstico de suas operações e oferecer a melhor consultoria para aprimorar seus processos de produção!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
A Viasoft Korp nasceu na indústria em 1999 e se tornou o maior especialista em sistemas de gestão para o segmento industrial e de distribuição. Além do ERP, desenvolve diversas outras soluções com foco em lucro e produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo

Galvanização: o que é, tipos e etapas

22 de maio de 2024

Continuar lendo