Como precificar um produto?

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

PUBLICADO EM:

18 de novembro de 2022

Entender como precificar um produto é uma tarefa essencial para qualquer negócio. Para que a empresa prospere, você precisa saber como calcular os preços dos produtos adequadamente.

Afinal, essa é uma ação estratégica para ter competitividade no mercado. Preços errados podem colocar a organização em risco e isso precisa estar em sua mente.

Neste artigo, explicaremos o que é a precificação e as principais maneiras de planejar os custos de um produto, como o custeio por absorção. Vamos lá?

O que é precificação?

A precificação é o processo em que se define o valor de venda de um produto ou serviço. Contudo, vale ressaltar que não envolve apenas atribuir um preço a uma peça. Antes disso, você precisa realizar uma série de cálculos para chegar ao valor final.

Isso acontece porque a precificação precisa garantir um retorno financeiro positivo ao negócio. Ou seja, você deve obter lucro para que a sua empresa persevere.

Outro ponto importante é avaliar a competitividade de mercado. Nesse sentido, você precisa saber o quanto o preço do seu produto está abaixo ou acima da concorrência. O valor, junto aos benefícios do produto, são os critérios de escolha dos seus potenciais clientes.

Sendo assim, para saber como precificar um produto, você precisa equilibrar fatores, como a sua margem de lucro e a competitividade, entre outros. Logo, uma estratégia de precificação considera análises financeiras e de mercado, incluindo:

  • Custos da empresa, como aluguel e salários;
  • Percepções do consumidor;
  • Lucro esperado;
  • Preço médio da concorrência.

No dia a dia, equilibrar todos esses pontos pode parecer uma tarefa complicada. Mas aplicar as estratégias e cálculos corretos de precificação pode salvar o seu negócio. Além disso, contar com a ajuda da tecnologia nos processos financeiros é uma dica para automatizar tarefas repetitivas e garantir mais assertividade nos negócios.

Quais são as vantagens de precificar seus produtos?

Fazer a precificação correta de seus produtos e mantê-los atualizados na tabela de preços são boas práticas para a gestão empresarial. Além disso, toda essa organização possui vantagens, como:

  • Mais clareza sobre os gastos do negócio;
  • Diminuição de riscos e prejuízos;
  • Aumento das vendas;
  • Melhoria da projeção bancária;
  • Equilíbrio financeiro da empresa.

Como precificar um produto: custeio por absorção

Quando abordamos o custeio de produção, podemos utilizar várias metodologias para precificar produtos. Existem três métodos principais: custeio ABC, custeio variável e custeio por absorção (ou custeio integral)

De forma simplificada, você precisa somar os custos que envolvem a produção e o lucro que deseja obter. Soluções como o ERP Korp tem diversas ferramentas prontas para fazer o cálculo do preço, levando em consideração a margem de contribuição, markup, preço de equilíbrio, entre outros conceitos para mais assertividade.

Desse modo, os três principais métodos partem desse princípio. O custeio ABC (Activity Based Costing) rastreia os custos das atividades realizadas pela empresa, de modo a calcular o preço final. Por outro lado, o custeio variável separa os gastos fixos e variáveis no momento de precificar um produto. Logo, considera que alguns gastos nem sempre ocorrerão na fabricação.

O custeio por absorção é aceito para fins contábeis e fiscais, conforme a Lei 9.580/18 e os Art. 302 a 306. Em resumo, o método garante a apuração dos custos da empresa para a finalidade de apuração de imposto de renda. Vamos conhecer melhor essa metodologia?

Custeio por absorção ou custeio integral

Primeiramente, você precisa conhecer os conceitos principais relacionados à precificação. 

Os custos representam os gastos ligados à produção e que serão transformados em ativos, como os salários da produção. Por outro lado, as despesas correspondem a outros gastos, como o salário da equipe administrativa que não será revertido no produto fabricado. Outros pontos importantes são as matérias-primas, a mão de obra, os gastos gerais de uma fábrica e a margem de contribuição. 

Tendo todos esses itens em vista, é necessário realizar os cálculos, somando todos os aspectos que envolvem o produto (incluindo o lucro da empresa) para chegar ao seu preço. E, é claro, com um sistema integrado de gestão (ERP), todo esse processo pode ser automatizado.

Abordamos em detalhe os pilares do custeio por absorção no webinar que você confere aqui!

Quer aprender mais sobre como precificar um produto?

A Viasoft Korp preparou um e-book que te ajuda a entender se um produto está dando lucro ou prejuízo para a sua empresa. Detalhamos todos os pilares do custeio por absorção, para você aplicar essa metodologia no seu negócio com facilidade.

Assim, você garante uma estratégia mais assertiva para o seu negócio. Baixe o e-book para saber como precificar um produto da maneira correta!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Economia circular: conheça essa alternativa sustentável

01 de novembro de 2023

Continuar lendo

Capacidade ociosa: entenda a importância para a gestão

30 de outubro de 2023

Continuar lendo