O giro de estoque é um indicador essencial para monitorar o tempo que cada produto está no estoque. Além disso, ajuda no controle de perdas por validade. Assim, possibilita a criação de uma estratégia com base na capacidade de produção da indústria e no volume de vendas.

Com o auxílio desse indicador, otimize a gestão de mercadorias e matérias-primas armazenadas. O giro de estoque também auxilia na avaliação da saúde financeira do estoque, minimizando os custos e evitando a falta de produtos ou a sobrecarga no armazenamento.

Como calcular o giro de estoque?

O cálculo é considerado simples. Porém, para que o resultado final esteja correto, é necessário contar com dados confiáveis e assertivos.

Então, para fazer o cálculo, primeiro, defina o intervalo de tempo que será analisado. Por exemplo: trimestral, semestral ou anual. Em seguida, utilize a seguinte fórmula:

Giro de Estoque

Fórmula giro de estoque.

Veja abaixo o exemplo de aplicação da fórmula:

  • Total de vendas no ano = 5000 unidades;
  • Quantidade média do estoque = 500 unidades;
  • Giro de estoque: 5000/500 = 10 giros ao ano.

Então, se a empresa tem uma média de estoque de 500 unidades referente a um produto no ano, ela terá que repor o estoque 10 vezes, nesses 12 meses. Assim, atenderá as vendas de 5000 unidades ao ano.

Sabendo que, as indústrias vendem diversas mercadorias, uma alternativa mais simples de realizar o cálculo de giro de estoque é com base no custo, separando os produtos por categorias.

Por que utilizar este cálculo?

Dispor de dados, como o giro de estoque, de maneira rápida e atualizada, é importante se o intuito é elaborar um bom planejamento de produção e fazer compras mais eficientes. Além do mais, o indicador ajuda no gerenciamento da cadeia de suprimentos, evitando a perda de materiais e prejuízos.

Além de monitorar o giro de estoque, é essencial acompanhar outros dados, como: o desempenho dos fornecedores, a validade e a qualidade dos produtos, custo para manter cada mercadoria no estoque, etc. Essas e outras informações influenciam diretamente na composição do custo do produto e, consequentemente, no lucro da indústria.

Uma excelente alternativa para trabalhar com toda essa base de dados e assegurar a assertividade nas decisões, é utilizar o sistema ERP. O software disponibiliza funcionalidades que ajudam no controle das entradas e saídas de produtos, períodos de armazenamento, controle da produção, entre outras funções relacionadas à gestão de estoque. Veja as possibilidades do Viasoft Korp ERP, sistema desenvolvido e pensado para as indústrias, clique aqui.

Ficou com alguma dúvida ou tem sugestões? Então, envie-nos uma mensagem nos comentários.