OEE: o que é e como calcular na indústria

PUBLICADO POR:

Viasoft Korp ERPViasoft Korp ERP

ATUALIZADO EM:

18 de Abril de 2024

Você já se perguntou como poderia medir de forma eficaz a produtividade e eficiência de sua linha de produção? A resposta pode estar em três letras: OEE.

OEE, ou Eficiência Global do Equipamento, é um indicador-chave de desempenho que revela a porcentagem de tempo de fabricação que é verdadeiramente produtiva. Vamos mergulhar nesse conceito e descobrir como ele pode transformar a sua produção.

O que é OEE e Como Ele Funciona?

OEE (Overall Equipment Effectiveness) é uma métrica composta que reflete a eficiência e eficácia de um processo produtivo. Ele combina três elementos essenciais: Disponibilidade, Desempenho e Qualidade. Sendo assim, cada um desses elementos foca em um aspecto diferente da produção:

1 – Disponibilidade

A disponibilidade é um item que se refere a quanto o equipamento (ou vários deles) está preparado para utilização. Com isso, demonstra situações que param a linha de produção, como eventos de quebra, tempo de setup, falta de materiais, entre outros. Também chamamos esses acontecimentos inesperados de downtime e o tempo para paradas planejadas se chama tempo operacional (que não faz parte do cálculo).

Desse modo, se uma máquina injetora foi instalada com o intuito de que sejam injetados produtos durante 2 turnos de 4 horas. Então, a disponibilidade do equipamento é de 8 horas por dia. Se acontecer da máquina ficar indisponível ou quebrar, o indicador de disponibilidade não será mais 100%.

2 – Desempenho

O desempenho simboliza o quanto o equipamento produz. Cada linha de produção possui a sua capacidade máxima, que se relaciona ao tempo que é utilizado. Portanto, o desempenho se trata da porcentagem da velocidade de produção atual em relação à velocidade que a máquina produziu ou deveria produzir.

Veja esse exemplo: o tempo padrão de produção da injetora é de 250 peças por minuto. Logo, se a capacidade produtiva é menor que essa quantidade, o desempenho é inferior a 100%. Conheça as duas formas de medir esse índice, a seguir.

  • Manual: contagem realizada pelo operador, responsável por anotar a produção, por um determinado período de tempo. Dessa forma, os valores somados pelo colaborador são lançados, muitas vezes, em planilhas. Em seguida, é hora de gerar os relatórios.

  • Automático: o coletor de informações, ligado às máquinas, capta automaticamente os dados: contagem do refugo e produção, identificação de parada, entre outras informações. Outra forma é a coleta pelos dados do CLP (Controlador Lógico Programável) dos equipamentos.

3 – Qualidade

O último índice completa o OEE, indicando a qualidade do produto. Desse modo, a indústria define os seus parâmetros e padrões, para garantir a qualidade.

O refugo é uma maneira de saber quantas peças com defeito estão sendo produzidas. Sendo assim, a indústria consegue essa informação tanto pela análise do operador, quanto pelos testes de produto. Outra maneira de medir o índice é mediante a análise de amostragem por lote.

Voltando no tempo, o indicador OEE, criado pelo Japan Institute of Plant Maintenance (JIPM),surgiu para atender às necessidades da metodologia TPM (Manutenção de Produtividade Total) e combater perdas no processo produtivo. Sua popularização se deu com a expansão da manufatura enxuta (lean manufacturing) e perdura até os dias de hoje.

OEE ou Produtividade de Máquinas?

Há uma métrica outra específica denominada Produtividade de Máquinas para calcular a produtividade de equipamentos que pode ser confundida com o OEE. Contudo, enquanto o Overall Equipment Effectiveness leva em conta fatores como a qualidade, a produtividade de máquinas se concentra na quantidade produzida.

Como Calcular o OEE?

Vamos direto ao ponto: para calcular o OEE, você multiplica os três elementos mencionados acima, todos expressos como porcentagens:

OEE = Disponibilidade (%) x Desempenho (%) x Qualidade (%)

Para chegar até essas porcentagens, imagine que:

  1. Disponibilidade: Se uma máquina está disponível para produção durante 7 horas de um turno de 8 horas, a disponibilidade é de 7/8 = 0,875 ou 87,5%.
  1. Desempenho: Se a máquina produz 900 peças em uma hora, mas tem capacidade para produzir 1000 peças por hora, o desempenho é de 900/1000 = 0,90 ou 90%.
  1. Qualidade: Se a máquina produz 900 peças, mas 50 são defeituosas, a qualidade é de (900-50)/900 = 0,944 ou 94,4%.

Portanto, o OEE seria: 0,875 (Disponibilidade) x 0,90 (Desempenho) x 0,944 (Qualidade) = 0,742 ou 74,2%

Qual nível de OEE é bom?

O JIPM definiu valores mínimos de bons resultados. Confira as porcentagens recomendadas:

  • A disponibilidade precisa estar acima de 90%.
  • O desempenho deve ser no mínimo 95%.
  • A qualidade precisa ser de, pelo menos, 99%.
  • Assim, o OEE obtido é: 0,90 x 0,95 x 0,9999 = 0,855.

gráfico com classificação OEE

Benefícios do Uso do OEE

OEE não é apenas mais um indicador industrial. Ele é uma das métricas mais importantes para acompanhar os resultados de uma fábrica. Veja tudo que o OEE pode fazer pela sua indústria:

  • Aumento da produtividade de máquinas e equipamentos;
  • Facilidade na identificação de problemas e gargalos no processo produtivo;
  • Melhoria no desempenho da produção;
  • Aprimoramento na qualidade dos produtos fabricados, resultando na redução de perdas;
  • Auxílio na tomada de decisão com base em dados precisos e confiáveis;
  • Redução do retrabalho e paradas na produção, aumentando a eficiência e rentabilidade.

O Papel do ERP no Cálculo do OEE

Agora, como um ERP (Enterprise Resource Planning) pode ajudar nesse processo? Um sistema ERP moderno pode ser uma ferramenta poderosa para calcular o OEE automaticamente. Ele coleta dados em tempo real de máquinas e operadores, alimentando um sistema que processa e apresenta os indicadores de forma clara e precisa. Isso elimina erros de cálculo manuais e fornece insights instantâneos para a tomada de decisão.

O Viasoft Korp ERP é um exemplo de sistema de gestão que já calcula o indicador OEE automaticamente. Tudo a partir dos dados de produção cadastrados no software.

Isso é particularmente evidente no módulo de Produção Web, que não só traz o indicador OEE, mas também uma variedade de outras métricas essenciais para medir a eficiência do chão de fábrica. Assista o vídeo para conhecer:

Com o Viasoft Korp ERP, a análise da produtividade se torna uma tarefa simples e precisa, permitindo uma gestão mais eficaz e informada.

Saiba mais sobre o sistema e módulo de Produção Web, que identifica as etapas da sua produção e ainda analisa a produtividade por meio do OEE.

Conclusão: OEE e a Excelência Operacional

Adotar o OEE não é apenas sobre números; é sobre buscar a excelência operacional. Por isso, ao entender e aplicar essa métrica, você estará no caminho certo para otimizar sua produção, melhorar a qualidade dos seus produtos e, em última análise, aumentar a satisfação dos seus clientes. E com a ajuda do ERP certo, esse processo se torna ainda mais eficiente e menos suscetível a erros. Portanto, se você ainda não está utilizando o OEE, agora é a hora de começar a considerá-lo como um aliado estratégico no chão de fábrica.

Se você quer botar ordem no seu chão de fábrica de uma vez por todas, comece solicitando uma demonstração gratuita para entender o que o KORP ERP pode fazer por você.

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
A Viasoft Korp nasceu na indústria em 1999 e se tornou o maior especialista em sistemas de gestão para o segmento industrial e de distribuição. Além do ERP, desenvolve diversas outras soluções com foco em lucro e produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

EIP: tudo sobre Enterprise Intelligence Platform

03 de junho de 2024

Continuar lendo

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo