O que é Picking e sua importância para a logística

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

ATUALIZADO EM:

14 de Maio de 2024

Picking é uma das etapas mais importantes da logística, que envolve a separação de produtos específicos de um armazém ou centro de distribuição para atender a uma ordem de compra, pedido do cliente ou algum outro objetivo específico. Sendo assim, precisa ser um processo livre de erros, para garantir a eficiência estratégica da sua indústria. 

Empresas que desejam construir um diferencial competitivo precisam garantir o melhor atendimento ao cliente possível. Isso passa pela logística, uma vez que, com entregas mais ágeis e seguras, você garante a satisfação dos consumidores.

Por isso, aprenda tudo que você precisa saber sobre picking e a sua importância para a logística. Confira o artigo!

O que é picking?

Picking é um processo logístico responsável pela separação de produtos de um estoque, armazém e/ou centro de distribuição para atender um objetivo do seu negócio. Um exemplo pode ser um pedido de cliente ou separação de matéria-prima para o chão de fábrica.

Dessa forma, durante o processo de picking, os trabalhadores recebem informações sobre o pedido, localizam os produtos solicitados e os reúnem em um local específico para serem embalados e enviados. 

O picking pode ser realizado manualmente ou com a ajuda de equipamentos automatizados, como scanners e robôs, e é uma etapa crucial para garantir a eficiência e a precisão da cadeia de suprimentos.

Tipos de picking

logistica-picking

 

Apesar do conceito de separação ser o mesmo em todas as situações, o picking pode ser aplicado de diferentes maneiras e para diversos objetivos. Confira: 

Picking por lote 

Nessa estratégia de picking, vários pedidos são agrupados em um único lote e são processados juntos. Portanto, permite que o armazém realize o picking de múltiplos pedidos de uma só vez, economizando tempo e aumentando a eficiência do processo.

Picking discreto (ou por pedido) 

Cada pedido é processado individualmente, ou seja, os trabalhadores recebem informações sobre um pedido de cada vez e coletam apenas os produtos específicos para atender a esse pedido. Portanto, esse método é útil para lidar com cuidados de pedidos de alta complexidade, que exigem mais atenção ao separar produtos diferentes e quantidades variadas.

Picking de produção

Nessa estratégia, os materiais e componentes necessários para a produção de um determinado produto são coletados.

O sistema de picking fornece informações sobre os materiais necessários para a produção, como componentes e matérias-primas, e os trabalhadores coletam esses materiais em quantidades precisas para atender à ordem de produção.

Picking por série

É utilizado para coletar produtos que são armazenados em lotes separados ou séries específicas. Dessa forma, a equipe recebe informações sobre a série ou lote a ser coletado e realiza a separação desses produtos de acordo com as informações fornecidas pelo sistema.

Essa estratégia é especialmente útil para lidar com produtos que possuem data de validade ou lote específico, por exemplo.

Picking por carga

A separação por carga serve para atender a pedidos que envolvem o envio de grandes quantidades de produtos, como o abastecimento de lojas ou a entrega de encomendas para clientes empresariais. 

Picking de materiais para requisições de serviços

Essa estratégia de picking funciona para atender às solicitações de materiais para manutenção, reparo ou operação de equipamentos ou instalações.

Com isso, o sistema de picking fornece informações sobre os materiais necessários para a requisição de serviço e os trabalhadores coletam esses materiais em quantidades precisas para atendê-la.

Picking por onda

Essa técnica, assim como o picking discreto, é realizada por um profissional para operacionalizar a separação do pedido. A diferença está na janela de agendamento. Desse modo, o funcionário escolhe um horário ideal para acumular pedidos e fazer a separação deles de uma só vez (por isso leva o nome de picking por onda).

Picking por zona

O picking por zona é uma técnica em que o estoque é dividido em zonas ou áreas específicas e os funcionários são designados para coletar itens em suas respectivas áreas. Portanto, a técnica é útil quando há muitos itens diferentes em estoque e cada item é mantido em uma área específica do armazém.

Bucket Brigade 

A técnica bucket brigade é uma técnica de processamento de pedidos em que cada funcionário é responsável por passar os itens para o próximo funcionário em uma linha de montagem. Dessa forma, os funcionários se concentram em tarefas específicas e o processo de coleta e embalagem se torna eficiente e rápido.

Cada uma dessas técnicas pode ser eficaz em diferentes situações e dependerá das necessidades específicas do armazém ou centro de distribuição. Por isso, a escolha da técnica certa pode ajudar a aumentar a eficiência, reduzir o tempo de espera do cliente e melhorar a satisfação no geral.

Quais são as principais tecnologias para o sistema de picking?

É possível aprimorar as estratégias de seleção manual por meio da implementação de novas tecnologias, o que resulta em processos mais eficientes e rápidos. Entenda duas delas!

Reconhecimento por voz

Essa tecnologia utiliza terminais computacionais para sintetizar e reconhecer comandos por meio da voz. Isso permite que instruções e ordens sejam transmitidas apenas verbalmente pelo operador.

Seleção por luz

O método de seleção por luz envolve o uso de luzes e números para indicar ao operador a posição exata para coletar os itens. Além disso, a quantidade necessária do produto também é exibida durante o processo.

Qual a diferença entre Picking e Packing?

Apesar de ambos fazerem parte do processo logístico e terem uma grafia semelhante, essas atuações são completamente distintas.

Picking, como você já viu, é o processo de separação e coleta de itens de um estoque para dar início a sua preparação. É nesta segunda etapa que o Packing entra.

Picking é o processo de preparar os itens coletados para envio. Isso pode incluir:

  • A seleção da embalagem correta para os itens.
  • A colocação dos itens na embalagem de maneira adequada para evitar danos durante o transporte.
  • A adição de materiais de embalagem, como papel ou espuma, para preencher espaços vazios na caixa e garantir que os itens não se movam durante o transporte.

Quais os benefícios do Picking?

bicking-beneficios

 

Agora que você já conhece as possibilidades que o sistema de picking pode oferecer, está na hora de entender na prática quais as vantagens que ele pode trazer para a empresa.

Uma corporação que conta com um bom picking certamente também contará com uma série de vantagens para o seu negócio, desde a eficiência e otimização do processo logístico até a redução de custos.

Então, confira alguns dos benefícios do investimento em um sistema de separação: 

  • Melhora na eficiência: o sistema de picking ajuda a otimizar a movimentação de mercadorias, permitindo que as empresas coletem os itens solicitados pelos clientes de forma mais rápida e eficiente. 
  • Redução de erros: com um sistema de picking bem planejado, as empresas podem reduzir erros de coleta, como a seleção incorreta de itens ou quantidades. Isso reduz o retrabalho e o custo de correções, além de melhorar a precisão e confiabilidade das informações do estoque.
  • Controle de estoque: O sistema de picking permite um controle mais preciso do estoque, já que as coletas e movimentações são registradas em tempo real. Portanto, ajuda a manter o controle sobre o estoque e a evitar perdas e roubos.
  • Redução de custos: Com um sistema de picking eficiente, as empresas podem reduzir os custos de armazenagem e movimentação de mercadorias, além de melhorar a produtividade da equipe.
  • Maior flexibilidade: Você pode adaptar o sistema de picking para atender a diferentes tipos de pedidos e volumes de demanda. 

Como o picking interfere na satisfação do cliente?

A melhor e mais importante vantagem do picking nós deixamos para o final. 

Um dos grandes benefícios desse sistema para as empresas é em relação ao impacto na satisfação do cliente. Afinal, ela está diretamente relacionada com a rapidez e precisão na entrega dos produtos.

Quando o picking é feito de maneira eficiente, os prazos de entrega tendem a ser mais curtos e assertivos e os produtos selecionados são cada vez mais precisos. Portanto, você evita erros de separação e garante que o cliente receba seu pedido corretamente no menor tempo possível. Para comprovar como esses fatores são determinantes para a satisfação do cliente, diversas empresas já realizaram pesquisas acerca do tema que trazem resultados interessantes.

Segundo uma pesquisa realizada pela MetaPack, 96% dos consumidores afirmam que a entrega é um fator importante na decisão de compra, e 45% afirmam que a rapidez na entrega é o fator mais importante.

Além disso, um estudo da Supply Chain Digest mostrou que a eficiência do processo de picking é um dos fatores mais importantes na satisfação do cliente. Empresas que conseguiram reduzir o tempo de ciclo de coleta de pedidos tiveram um aumento médio de 6% na satisfação do cliente.

A importância da precisão na entrega também já foi alvo de pesquisas que garantem que sua assertividade está diretamente relacionada à satisfação do cliente. De acordo com um relatório da MetaPack, 96% dos consumidores afirmam que a precisão da entrega é um fator importante na decisão de compra. 

Erros no processo de picking, como a seleção incorreta de produtos, podem levar a devoluções, trocas e reclamações de clientes, o que afeta negativamente a satisfação do cliente.

Como o picking funciona na prática?

Para você entender melhor como o sistema de separação funciona efetivamente e como começar a aplicá-lo no dia a dia da sua empresa, mapeamos o passo a passo do picking. Confira:

  1. Recebimento do pedido: O primeiro passo é receber o pedido que você deve atender. Você pode receber o pedido por meio de um sistema de gerenciamento de armazéns (WMS),por exemplo, que irá informar ao operador qual é o pedido que a equipe deve atender.
  2. Identificação da localização dos produtos: Com base nas informações do pedido, o operador deve identificar a localização dos produtos no armazém. Essas informações podem estar disponíveis em um sistema de gerenciamento de estoque ou em etiquetas de código de barras nas prateleiras ou caixas.
  3. Seleção dos produtos: Com a localização dos produtos identificada, o operador deve selecionar os produtos corretos de acordo com as informações do pedido. Sendo assim, você pode fazer o processo manualmente ou com o uso de sistemas automatizados de picking, como o picking por luzes ou por voz.
  4. Verificação dos produtos: Após selecionar os produtos, o operador deve verificar se os produtos escolhidos correspondem às informações do pedido. Você pode realizar o processo por meio de uma conferência visual ou por meio de sistemas de leitura de código de barras.
  5. Preparação para envio: Com a seleção e verificação dos produtos, o operador deve prepará-los para o envio, o que pode incluir a embalagem, etiquetagem e organização para o transporte.
  6. Registro da operação: É importante registrar todas as etapas do processo de picking para permitir o rastreamento e a monitoração da operação. Isso pode ser feito por meio de sistemas de registro para automatização ou manualmente.

Que tecnologias otimizam o picking na indústria?

No Brasil, ainda é muito comum que empresas realizem o picking manual, por meio de papéis e sendo totalmente dependentes na mão de obra humana, por exemplo. 

Entretanto, é possível observar que, assim como em outros países, muitas empresas brasileiras têm investido em tecnologias para aprimorar seus processos logísticos, incluindo o processo de picking.

Um exemplo de tecnologia que funciona em sintonia com o picking é o WMS (Sistema de Gerenciamento de Armazéns), que integra o processo de picking com outras etapas da cadeia de suprimentos, melhorando a eficiência e a precisão do processo.

Um estudo da consultoria GS1 Brasil mostrou que a maioria das empresas brasileiras (cerca de 60%) ainda utilizam processos manuais ou semi-automatizados para a gestão de seus estoques. 

Entretanto, a pesquisa também revelou que mais de 70% das empresas entrevistadas pretendem investir em tecnologias para aprimorar a gestão de seus estoques nos próximos anos, o que pode incluir a adoção de sistemas de picking mais eficientes e automatizados.

Picking e WMS Viasoft Korp

O Viasoft Korp ERP é um sistema de gestão empresarial que inclui um módulo de gerenciamento de armazéns (WMS). Desse modo, o objetivo do WMS da Viasoft Korp é otimizar o controle de estoque, o gerenciamento de recebimento, armazenagem, separação, conferência e expedição de produtos em armazéns e centros de distribuição.

O Korp WMS dispõe de um sistema completo com diferentes tipos de picking, incluindo:

  • Picking discreto (por pedido)
  • Picking sem pedido
  • Picking por carga
  • Picking por série
  • Picking de produção
  • Picking por requisição de serviço

Além disso, o WMS da Viasoft Korp conta com algumas outras funcionalidades como:

  • Controle de estoque em tempo real
  • Gerenciamento de recebimento
  • Controle de expedição
  • Integração total com outros módulos do ERP

Outro diferencial é que os sistemas Viasoft Korp contam com diversos recursos de análise de dados e geração de relatórios, que permitem o monitoramento e avaliação do desempenho do armazém e identificação de oportunidades e melhorias. Então, assista o vídeo para saber tudo sobre o Viasoft Korp WMS:

Está com dúvidas? Solicite um orçamento ou fale agora mesmo com um especialista. Entre em contato com a gente!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

O que é Logística 4.0? Guia Completo

12 de junho de 2024

Continuar lendo

O que é Logística Reversa, como funciona e exemplos

27 de maio de 2024

Continuar lendo