Time to market: use o tempo para otimizar a indústria

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

ATUALIZADO EM:

15 de Junho de 2023

O time to market é a métrica que demonstra o tempo que você precisa para lançar seu produto no mercado. Sendo assim, esse indicador é fundamental para você entender a eficiência do seu negócio e ampliar as suas chances de sucesso.

Em um mercado cada vez mais competitivo, saber o tempo que um produto ou serviço demora até ser lançado é um requisito essencial para garantir assertividade no planejamento. 

Mas, afinal, o que é Time To Market? Por que ele é importante para a sua empresa e como mensurá-lo e melhorá-lo? É isso que você vai ver neste artigo!

Continue a leitura e aprenda tudo o que você precisa saber sobre o time to market e o seu impacto na indústria!

O que é Time To Market?

Time To Market, ou tempo para o mercado em português, é um termo que refere-se ao tempo necessário para lançar um produto ou serviço no mercado, desde a sua idealização até o lançamento oficial aos consumidores. 

O Time To Market é composto por uma série de etapas, incluindo pesquisa e desenvolvimento, projeto, prototipagem, testes, fabricação, marketing e distribuição. Por isso, 1uanto menor for o tempo necessário para passar por todas essas fases, mais rápido a empresa conseguirá lançar seu produto e começar a gerar receita.

Por que o Time To Market é importante para a sua empresa?

tima-to-market

 

Em um mercado cada vez mais competitivo, ser o primeiro a lançar um novo produto pode proporcionar uma vantagem competitiva significativa. Portanto, um tempo de lançamento mais rápido permite que a empresa conquiste uma fatia maior do mercado e estabeleça sua posição antes que a concorrência possa reagir. 

No geral, esse é o principal fator de influência do Time To Market nas grandes empresas, pois garantir um Time To Market menor é estar à frente da sua concorrência.

Além disso, os clientes valorizam a inovação e a disponibilidade rápida de novos produtos. Um TTM reduzido permite que as empresas atendam às demandas dos clientes de forma mais ágil, aumentando a satisfação e fidelidade do cliente.

Outro fator a ser considerado é em relação a receita, afinal, quanto mais rápido um produto é lançado, mais cedo a empresa pode começar a gerar receita. Um TTM reduzido maximiza o tempo em que o produto está no mercado e pode aumentar o potencial de lucro.

Como mensurar o Time To Market?

Não existe uma maneira específica de fazer a mensuração do TTM, pois cada empresa pode estabelecer seus critérios de definição do Time To Market de uma forma. 

Algumas empresas consideram o start do Time To Market apenas quando o projeto do produto é aprovado, outras começam a contabilizar desde as pesquisas de idealização. 

Então, no geral, a mensuração do Time To Market vai variar muito dependendo dos processos adotados na empresa em questão. 

Entretanto, existem algumas métricas que podem servir como um norte na hora de determinar a forma que o TTM seja calculado: 

Tempo total de desenvolvimento

Essa métrica mede o tempo necessário para concluir todas as etapas do processo de desenvolvimento de um produto, desde o conceito inicial até o lançamento no mercado. Ele inclui atividades como pesquisa, design, prototipagem, testes, fabricação e lançamento. 

Desse modo, ao monitorar o tempo total de desenvolvimento, é possível identificar gargalos e oportunidades de aceleração em todo o processo.

Tempo de lançamento

Essa métrica mede o tempo entre o início do desenvolvimento do produto e o momento em que ele é efetivamente lançado no mercado e está disponível para os clientes. 

Dessa forma, é uma medida direta do Time To Market e indica a rapidez com que a empresa consegue transformar uma ideia em um produto final comercializável.

Ciclo de vida do produto

Essa métrica acompanha o tempo que um produto permanece no mercado antes de ser substituído por uma nova versão ou produto. 

Um ciclo de vida mais curto pode indicar uma capacidade eficiente de lançamento de novos produtos e atualizações, permitindo que a empresa se adapte rapidamente às mudanças nas demandas do mercado.

Taxa de sucesso do lançamento

Essa métrica avalia a taxa de sucesso dos lançamentos de produtos da empresa. Ela mede a porcentagem de produtos lançados que atingem ou superam as expectativas de vendas e desempenho. 

Uma alta taxa de sucesso de lançamento pode indicar uma boa capacidade da empresa em identificar oportunidades de mercado, desenvolver produtos atraentes e lançá-los no momento certo.

Além dessas métricas, também é importante coletar feedback dos clientes e monitorar indicadores como satisfação do cliente, participação de mercado e vendas para avaliar o impacto do Time To Market na performance geral da empresa.

É importante ressaltar que as métricas utilizadas podem variar de acordo com o setor e o tipo de produto ou serviço oferecido. Cada empresa deve identificar as métricas mais relevantes para o seu contexto e acompanhar regularmente os indicadores para realizar análises comparativas, estabelecer metas e implementar melhorias contínuas no processo de Time To Market.

Qual a aplicação do Time To Market na indústria?

time-to-market

 

Na indústria, o Time To Market desempenha um papel crucial em diversas áreas e pode ajudar a reduzir gargalos e até mesmo otimizar processos de rotina. Portanto, veja algumas aplicações possíveis: 

Desenvolvimento de novos produtos

Um TTM ágil permite que as empresas desenvolvam e lancem novos produtos no mercado de forma mais rápida e eficiente. Isso é especialmente relevante em setores de alta tecnologia, onde a velocidade de inovação é fundamental para se manter à frente da concorrência.

Melhoria de processos

O Time To Market também pode ser aplicado na melhoria contínua de processos industriais. Ao identificar gargalos, eliminar desperdícios e otimizar fluxos de trabalho, as empresas podem reduzir o tempo necessário para produzir um produto, desde a fabricação até a entrega.

Personalização e customização

Com o TTM, as empresas podem oferecer soluções personalizadas aos clientes de forma mais rápida. Dessa forma, isso é especialmente relevante em indústrias como a automotiva, onde a capacidade de atender às preferências individuais dos consumidores pode ser um diferencial competitivo.

Lançamento de produtos internacionais

Para empresas que desejam entrar em novos mercados internacionais, o Time To Market desempenha um papel crucial. A capacidade de adaptar rapidamente um produto às necessidades e preferências locais pode ser um fator determinante para o sucesso em um novo mercado.

Como reduzir o Time To Market?

Agora que você já entendeu o que é Time To Market, está na hora de entender como melhorá-lo. A redução do TTM envolve a implementação de estratégias e práticas que visam acelerar o processo de desenvolvimento e lançamento de produtos. 

Vale lembrar que TTM é um processo que deve ser otimizado continuamente. Por isso, é importante que a empresa esteja aberta a levar em consideração o feedback de clientes. Ademais, é importante se comprometer em sempre realizar análises regulares para identificar oportunidades e implementar melhorias. 

Planejamento eficiente

Começando pelo óbvio e primeiro passo de qualquer otimização empresarial. Um planejamento adequado é essencial para reduzir o tempo de desenvolvimento. Isso envolve a definição clara de metas e objetivos, a identificação antecipada de requisitos e restrições, a alocação adequada de recursos e a criação de um cronograma realista. 

Por isso, um planejamento eficiente permite que a equipe trabalhe de forma organizada, evitando atrasos e retrabalhos.

Prototipagem rápida

A utilização de protótipos funcionais permite validar conceitos e fazer ajustes antes da produção em massa. Ao adotar abordagens ágeis de prototipagem, as empresas podem acelerar o processo de desenvolvimento e reduzir o tempo gasto na solução de problemas e retrabalhos posteriores.

Parcerias estratégicas

Estabelecer parcerias com fornecedores e fabricantes confiáveis pode ser uma boa tática para reduzir o tempo necessário para adquirir materiais, componentes e recursos. Ao trabalhar em estreita colaboração com fornecedores de confiança, é possível garantir o abastecimento rápido e eficiente dos recursos necessários, evitando atrasos na produção.

Processos de fabricação otimizados

Avaliar e otimizar os processos de fabricação é essencial para reduzir o tempo de produção. Identificar gargalos, eliminar desperdícios, automatizar tarefas e adotar tecnologias avançadas podem acelerar a produção e garantir maior eficiência.

Testes rápidos e iterativos

A realização de testes ao longo do processo de desenvolvimento, em vez de apenas no final, permite identificar e corrigir problemas mais cedo. Testes rápidos e iterativos permitem que as equipes façam ajustes e melhorias de forma ágil. Com isso, reduzindo o tempo necessário para alcançar um produto final de alta qualidade.

Implementação de metodologias ágeis

Metodologias ágeis, como o Scrum, permitem um desenvolvimento iterativo e colaborativo, com entregas frequentes de funcionalidades. Portanto, isso ajuda a acelerar o desenvolvimento, permitindo que as equipes respondam rapidamente às mudanças e prioridades do mercado.

Automação de processos

A automação de tarefas repetitivas e de baixo valor agregado pode acelerar significativamente o processo de desenvolvimento. A utilização de ferramentas e tecnologias automatizadas para tarefas como testes, integração contínua e gerenciamento de fluxos de trabalho pode reduzir o tempo necessário para completar essas atividades.

Time To Market e o sistema de gestão ideal

Como você viu, tecnologia e automação são os melhores amigos do Time To Market. Empresas cujo objetivo é a redução do TTM precisam de processos refinados e otimização constante. 

Para isso, a solução ideal é investir em um sistema de gestão robusto capaz de integrar todas essas pequenas e grandes etapas de uma empresa de maneira eficiente e, principalmente, inteligente. 

Contar com um sistema com tecnologia de ponta é o primeiro passo para a otimização do TTM e de inúmeros outros fatores dentro de uma indústria. Isso fica ainda melhor se o ERP for especialista e entender a fundo sobre as dores do segmento. 

Conheça o Viasoft Korp ERP, sistema de gestão especialista em indústria com mais de 20 anos no mercado ajudando pequenas, médias e grandes indústrias a evoluírem seus processos e alcançarem a indústria 4.0.

Veja as principais vantagens de adotar o ERP na sua indústria!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo

Galvanização: o que é, tipos e etapas

22 de maio de 2024

Continuar lendo