Quando devo trocar de ERP?

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

PUBLICADO EM:

19 de outubro de 2023

O ERP representa o coração vital das operações de qualquer empresa. É ele que controla processos críticos do negócio como produção, logística, administração, compras, vendas, qualidade e muito mais. 

Por isso, conforme as empresas evoluem, seus processos vão ficando cada vez mais complexos e as operações exigem ainda mais expertise. Quando o ERP não acompanha mais esses desafios, está na hora de considerar uma mudança. 

Neste artigo, separamos as principais queixas das indústrias que nos buscam querendo um sistema de gestão mais robusto e as reunimos para te ajudar a identificar se também está na hora de partir para um novo software. 

10 sinais de que está na hora de trocar de ERP

1. Problemas com integrações

Se sua empresa tem um ERP principal mas ainda sim precisa de sistemas paralelos para abranger todos os setores e processos, o problema já começa aí. Muitas integrações certamente poderão ser sinônimo de descentralização de informações e pouca fluidez na comunicação entre áreas.

Você precisa de um ERP que cumpra seu papel de integrador, fazendo com que todas as informações estejam centralizadas e sejam acessadas facilmente, sem ruídos no caminho. 

2. Falta de aderência com a legislação atual

Um sistema de gestão sem aderência a legislação é um sistema de gestão que deixa a empresa em constante exposição a riscos legais, ocasionando até mesmo prejuízos financeiros. 

Seu ERP precisa não só ter funcionalidades que atendam e automatizem essas questões regulatórias, como precisa estar em constante atualização para acompanhar as mudanças na legislação. As reformas tributárias são um ótimo exemplo disso, caso o ERP não se adapte, certamente a empresa sofrerá prejuízos. 

Por isso, contar com um software especialista no seu segmento é sempre a melhor opção para garantir que as atualizações necessárias sejam implementadas. 

O Korp ERP, por exemplo, conta com uma equipe para acompanhar as mudanças do segmento industrial e desenvolvedores à disposição para aplicar novas funcionalidades às versões do sistema. 

3. Falta de controle de estoque

Este com certeza é um dos fatores mais recorrentes nas indústrias que buscam pelo Korp ERP. 

Indústrias em crescimento com ERPs não escaláveis e/ou pouco robustos não tem capacidade de lidar com a gestão de estoque corretamente. Portanto, essa questão desencadeia diversos outros problemas, incluindo um prejuízo financeiro muito significativo. 

Se você já identificou problemas de controle de estoque na sua indústria, atente-se. Esse já é um sinal muito importante de que pode estar na hora de buscar um novo ERP. Então, procure novas soluções antes que o prejuízo se torne irreversível. 

4. Falta de visualização de dados e relatórios

erp

Atualmente, dados são a base para uma gestão eficiente e assertiva. Empresas que baseiam sua gestão por achismos não vingam no mercado competitivo que temos atualmente. 

Por isso, não possuir uma fonte de visualização de informações rápida e intuitiva é um grande estagnador de empresas por aí. Sem dados para investir nas soluções e estratégias certas, nenhuma empresa consegue se desenvolver em seu máximo potencial. 

Se seu ERP atual não fornece dashboards com os principais dados das operações ou não traz insights valiosos para a empresa. Está na hora de mudar!

Afinal, uma indústria que não tem acesso facilitado aos dados de OEE (Overall Equipment Effectiveness) ou não conta com insights de vendas para embasar a tomada de decisão estratégica não tem a mínima chance de concorrer com grandes players do mercado que já implementaram essa cultura de gestão baseada por dados há muito tempo. 

5. Falta de escalabilidade

Se você chegou até aqui já deve ter percebido que a grande maioria dos problemas estão relacionados à falta de robustez do sistema de gestão.

Imagine que uma indústria de produção de produtos eletrônicos utiliza um sistema de gestão de estoque para rastrear e gerenciar seus materiais e componentes. Atualmente, eles têm um estoque de 10.000 itens diferentes que precisam ser controlados para apoiar sua produção. No entanto, devido ao crescimento constante da empresa e à expansão de sua linha de produtos, eles agora precisam gerenciar um estoque de 50.000 itens diferentes.

Um sistema de gestão sem capacidade de escalabilidade passará por problemas como:

  • Desempenho lento, já que o sistema original não foi projetado para gerenciar um grande volume de itens
  • Tempo de resposta elevado, porque à medida que o número de itens a serem rastreados aumenta, o tempo necessário para acessar informações específicas sobre os produtos em estoque torna-se consideravelmente mais longo. Isso afeta a eficiência das operações diárias.
  • Conflito de dados, uma vez que com uma quantidade maior de itens em estoque, existe um maior potencial para conflitos e erros de dados, como duplicação de registros, inconsistências de inventário e dificuldades na conciliação de informações.
  • Gerenciamento de usuários e permissões, pois à medida que mais funcionários precisam acessar o sistema para gerenciar o estoque expandido, torna-se um desafio gerenciar e controlar adequadamente as permissões de acesso e as autorizações de usuário.
  • Complexidade de busca e relatórios, já que a capacidade de pesquisar itens de forma eficaz e gerar relatórios úteis torna-se mais complexa à medida que o estoque cresce, dificultando a análise de dados críticos.

Seu ERP precisa acompanhar o desenvolvimento do seu negócio para garantir que não te deixará na mão em uma grande evolução, não conseguindo lidar com a complexidade da nova rotina. 

O sistema de gestão ideal será capaz de acompanhar o crescimento contínuo da sua empresa. 

6. Precisar de suporte constante ou suporte ineficiente

Avalie a relação com o suporte do seu ERP atual. Você precisa estar em contato para resolver pequenos ou grandes problemas diariamente? Quando precisa de suporte sente que a equipe técnica está preparada para ajudá-lo? O atendimento é eficiente? 

Como já dissemos anteriormente, o sistema de gestão é o coração das operações de uma empresa. Por isso, a relação com o suporte deve ser eficiente, prestativo e não constante. Não dá para operar com fluidez se todos os dias sua equipe precisa de ajuda por conta de um problema imprevisto no software. 

7. Dependência de consultores externos

Se a sua fornecedora de software tem uma equipe de consultores para auxiliar a empresa, fornecer treinamentos ou ser uma ponte de contato fácil entre as duas partes, isso é uma ótima notícia!

Mas não se engane. Ter consultores à disposição é ótimo, desde que sua equipe absorva o conhecimento para não se tornar dependente da ajuda externa. Afinal, o ideal é conseguir resolver os problemas internamente de forma independente. 

8. Falta de funcionalidades

Um ERP pouco robusto pode não contar com todas as funcionalidades que a sua empresa precisa para integrá-las aos processos. Além disso, processos fora do sistema de gestão significam pouca rastreabilidade, maior margem de erro, falta de visualização de dados, falta de padronização e outros inúmeros problemas. 

Se o sistema de gestão já não abrange tudo o que a empresa necessita, está na hora de procurar por um software mais completo. Busque por opções especialistas no seu segmento. 

9. Falhas de segurança

O ERP lida com informações altamente sensíveis e confidenciais, incluindo dados financeiros, dados de clientes e muito mais. Quando se trata de escolher um fornecedor de ERP, a segurança dos dados deve ser uma das principais considerações. 

Falhas na segurança de dados entre uma empresa e seu fornecedor podem ser extremamente problemáticas e podem levar a uma série de consequências negativas.

A implementação de um sistema ERP em nuvem pode ser uma excelente solução para abordar os desafios de segurança de dados entre uma empresa e um fornecedor de software. A computação em nuvem oferece várias vantagens que contribuem significativamente para melhorar a segurança dos dados e enfrentar as preocupações mencionadas anteriormente. 

10. Estagnação na modernização

Se seu ERP parou no tempo, sua empresa também irá parar. Não dá pra ter uma cultura de inovação e tecnologia com um sistema de gestão que não se atualiza em relação às tendências de mercado. 

Ter um ERP é como ter um casamento, é uma relação que precisa de ser atualizada e nutrida de maneira contínua para que continue a funcionar como o esperado. Se seu fornecedor atual não oferece esses requisitos básicos para que o relacionamento funcione, procure um novo parceiro.

Para te ajudar ainda mais nesse processo, temos um artigo sobre as 20 dicas que você precisa saber antes de contratar um ERP para indústrias.

Em resumo, um ERP é fundamental para o funcionamento eficiente de uma empresa, controlando processos cruciais e oferecendo suporte à tomada de decisões. No entanto, quando o ERP não consegue acompanhar o crescimento e as demandas em evolução da empresa, surgem problemas significativos.

Conclusões

Os 10 sinais discutidos neste artigo, desde problemas de integração até falhas de segurança de dados, podem indicar a necessidade de uma mudança para um novo sistema de gestão e são as situações mais comuns das empresas que buscam a Korp como uma solução mais robusta para suas operações.

O Korp ERP é um sistema de gestão especialista em indústrias e se destaca como uma solução que aborda esses problemas de forma abrangente, oferecendo:

  • Integração eficiente;
  • Aderência à legislação;
  • Controle de estoque, 
  • Visualização de dados avançada; 
  • Escalabilidade;
  • Suporte eficaz e uma ampla variedade de funcionalidades. 

Tudo isso atrelado a uma solução robusta para a produção industrial. 

Ao escolher um novo sistema de gestão, considere uma solução que esteja alinhada com as necessidades da sua empresa e que ofereça o suporte necessário para manter suas operações em constante crescimento e modernização. Este é o caminho para garantir que sua empresa continue a prosperar no mercado atualmente competitivo e em constante mudança.

Solicite uma demonstração do Korp ERP!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

ERP on cloud: o que é e como funciona?

05 de julho de 2023

Continuar lendo

Implantação de ERP: conheça o passo a passo

03 de julho de 2023

Continuar lendo