Ordem de produção: o que é e como fazer

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

PUBLICADO EM:

09 de novembro de 2022

Você sabe o que é ordem de produção? Esse documento é muito importante no dia a dia da indústria, já que organiza a gestão dos processos.

Afinal, ele está presente desde o início da fabricação de um tempo. O comando orienta a fabricação e, por consequência, a cadeia produtiva. Você vai encontrar diferentes formatos de ordem de produção (físico ou digital),especificando o processo da realização de um novo produto.

Diferentes segmentos podem dar diferentes nomes a esse documento. Pode ser que apareçam outras nomenclaturas, como ordem  de trabalho, fabricação ou serviço.

Para saber o que é ordem de produção e como emiti-la, acompanhe este artigo. Você vai aprender mais sobre os principais conceitos no tema e tirar as suas principais dúvidas sobre o assunto. Vamos lá?

O que é ordem de produção?

A ordem de produção (OP) dá o comando para a produção de um item. Desse modo, constitui um documento que reúne as especificações do item e como deve ser fabricado. Cada ordem de produção precisa necessariamente ter essas três informações básicas:

  • Descrição do item a ser produzido;
  • Quantidade a ser produzida;
  • Data de entrega.

Outros dados importantes são as matérias-primas, os setores responsáveis, a documentação, entre outras que variam de acordo com o bem. Esse recurso é fundamental para as indústrias iniciarem a fabricação de um produto e ajuda na organização da produção em uma empresa, pois envolvem tarefas a serem executadas.

Sem a criação de uma ordem de produção, você corre o risco de enfrentar vários dilemas, como atrasos, falta de materiais ou outros tipos de imprevistos. Isso acontece porque a ordem deixa claro tudo o que os diferentes setores da empresa precisam para realizar um planejamento adequado. Conheça outros benefícios desse documento:

  • Evita falhas na fabricação de produtos;
  • Aumenta a produtividade;
  • Facilita a organização e comunicação entre equipes; 
  • Dá maior precisão à gestão de estoque;
  • Reduz o desperdício de matérias-primas.

Como é o ciclo de vida da ordem de produção?

produção-industrial

 

Existem várias etapas no ciclo de vida de uma ordem de produção. Vamos explicar cada uma delas resumidamente para que você entenda todos os conceitos!

  • Planejada: se você utiliza um MPS ou um MRP, a sua ordem de produção pode nascer como planejada. Então, o que dá a nomenclatura para essa etapa é a forma como ela veio de um sistema de planejamento;
  • Confirmada: após a ordem de produção ser planejada, ela também precisa ser confirmada. Assim, um software de gestão e a equipe confirmam que todo o planejamento está de acordo.
  • Liberada: no próximo passo, é necessário verificar se todos os documentos e recursos necessários estão disponíveis para iniciar a produção. 
  • Requisitada parcialmente e requisitada totalmente: neste momento, ocorre a requisição de materiais por meio do sistema de gestão. Os materiais necessários vão se movimentar do almoxarifado para a produção.
  • Encerrada parcialmente e totalmente: com a finalização da produção, encerra-se a ordem de produção.
  • Cancelada: esta etapa adicional pode acontecer em caso de cancelamento ou interrupção do ciclo.

Leia também: Descubra o que é MRP e como aplicar na sua empresa

Quais são os tipos de ordem de produção?

Os tipos de ordem de produção variam conforme os modos de se produzir na indústria. Com isso, podem acontecer de duas formas: contínua e por encomenda. Vamos entender as diferenças entre cada uma?

Contínua

Quando a fabricação acontece em massa, em meio a uma rotina e programação normais de uma empresa, utilizamos a ordem de produção contínua. Desse modo, envolve processos internos recorrentes dentro dos setores e conforme aquilo que os clientes esperam.

Sendo assim, acontece a produção contínua dos mesmos itens, geralmente, em grande quantidade. A OP não contará com personalizações, porque a meta aqui é padronizar os produtos.

Portanto, um objetivo dessa ordem de produção se torna garantir o controle de qualidade e a gestão do estoque.

Sob encomenda

Ao contrário da ordem de produção contínua, quando falamos em produtos sob encomenda podemos ter maiores customizações. Dessa forma, é necessário atender a solicitações mais específicas.

Por consequência, também vamos verificar mais variações na quantidade, nos prazos e nos equipamentos utilizados para a fabricação. A ordem de produção ganha relevância no controle da matéria-prima necessária para realizar demandas distintas.

Independentemente do tipo de ordem de produção utilizado pela sua indústria, o documento precisa ter o máximo de especificações a respeito de como a produção deve acontecer. Assim, a sua empresa atua em processos mais assertivos, evitando falhas na cadeia produtiva.

Como emitir a ordem de produção?

Uma ordem de trabalho precisa conter as três informações básicas que já mencionamos no início do texto: descrição do item, quantidade e data de entrega. Entretanto, para uma produção eficiente, é necessário garantir que as especificações atendem às necessidades da sua indústria.

Desse modo, quanto mais detalhada, melhor. Veja uma conjunto de informações que podem auxiliar na delimitação dos dados inseridos na OP:

  • Data de início do trabalho;
  • Documentos necessários;
  • Lista de materiais;
  • Data de emissão da OP;
  • Código do produto;
  • Roteiro de operações;
  • Maquinário necessário, etc.

Tendo esses e outros aspectos em vista, você está pronto para iniciar o trabalho. 

Além disso, existem duas formas de fazer a sua ordem de produção: manual ou automatizada. Em geral, as OPs manual são criadas em planilhas, necessitando de colaboradores específicos para reservar um tempo para conferir os detalhes e personalizar as informações. Um problema desse tipo de OP é que o trabalho manual aumenta as chances de erros de cálculo e inexatidão de informações.

Dessa forma, uma forma muito mais eficiente de construir esse documento é contar com o auxílio de um sistema integrado de gestão. O ERP dá suporte à criação de OPs de forma ágil, para que você concentre o trabalho de seus trabalhadores em atividades que de fato necessitam de atenção humana.

Como a tecnologia pode otimizar a sua indústria?

Há várias vantagens no uso de um software de gestão porque, além de emitir o documento, ele integra a função a dashboard e funcionalidades de análise de dados, para você ter uma visão completa do seu negócio. Portanto, o uso da tecnologia contribui para a economia de tempo e dinheiro, aumentando a produtividade e a qualidade nas suas entregas.

O ERP da Korp possui o módulo de Produção Web que permite o acompanhamento em tempo real da situação da ordem de produção em toda a fábrica. Assim, o PCP consegue realizar o planejamento de forma mais assertiva, reduzindo os riscos de paradas no chão de fábrica.

Venha conhecer o ERP e todo o seu potencial para otimizar a sua indústria!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Efeito chicote: o que é e seus impactos

27 de dezembro de 2023

Continuar lendo

Fundição: entenda esse processo da metalurgia

25 de dezembro de 2023

Continuar lendo