Ferramentas do Lean Manufacturing e como implementar na indústria

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

PUBLICADO EM:

17 de novembro de 2022

Ferramentas do Lean Manufacturing: você já ouviu falar? Elas têm o objetivo de reduzir custos e diminuir desperdícios através da adoção estoques mínimos, e pode ser chamada de “produção enxuta” ou “produção puxada”.

A ordem de fabricação só é liberada conforme demanda solicitada e, para cada ponto específico, existe um tipo de ação.

Através de uma análise das etapas produtivas, acontece a abordagem de manufatura enxuta, resultando em perdas pontuais que podem ser solucionadas. O método utiliza ferramentas a fim de eliminar qualquer tipo de desperdício dos processos produtivos, seja em relação aos materiais ou ao tempo da linha de montagem. 

Então, de modo prático, a ideia é: identificar o valor, mapear suas origens, criar um fluxo produtivo que potencialize essa entrega e buscar a perfeição através da melhoria contínua!

É importante dedicar um esforço para avaliar o cenário atual do seu negócio e operar de maneira assertiva, através de ferramentas do Lean Manufacturing. Assim, você não precisará ficar em uma repetição sucessiva de seu trabalho, buscando por falhas que estão prejudicando o funcionamento da organização. 

Como surgiu o método Lean Manufacturing

O conceito de Lean Manufacturing não surgiu hoje e, na verdade, é uma filosofia de gestão centenária, datada do início do século XX. Nasceu no Japão em 1950 como solução para a indústria automobilística que, no período após a Segunda Guerra Mundial, enfrentava sérios problemas decorrentes do conflito. 

Inicialmente foi nomeada como Sistema Toyota de Produção (STP),pois foi implementada na montadora japonesa, que utiliza seus preceitos até hoje. 

Desse modo, podemos perceber que o plano de recuperação transformou a indústria automotiva e obteve excelentes resultados. Mais do que comprovada a eficácia do método, foi observado que outros setores também podem ser transformados por ele.

Muito além da gestão industrial, vários tipos de negócio podem aproveitar a ferramenta Lean Manufacturing.

Relevância das ferramentas de Lean Manufacturing na indústria

industry-lean-manufaturing

 

Agora sabemos que as ferramentas de Lean Manufacturing são de grande relevância na estruturação de uma organização, eliminando desperdícios sem agravar a produtividade de uma indústria. Sendo assim, são utilizadas a fim de eliminar qualquer tipo de desperdício dos processos produtivos, seja em relação aos materiais ou ao tempo da linha de montagem. 

Para a aplicação ser bem sucedida, é preciso capacitar em todos os níveis de uma organização, os seus profissionais, para identificar e eliminar esses desperdícios. No entanto, aumentar a produtividade não significa comprometer a qualidade. Ao contrário, a alta qualidade dos produtos é prioridade da indústria Lean. Os colaboradores são preparados exatamente para solucionar qualquer irregularidade durante uma fabricação. 

Se o foco do método Lean Manufacturing é a eliminação de desperdícios para aumentar a produtividade, como encontrar essas falhas na cadeia produtiva? O sistema destaca sete pontos principais para nos ajudar a identificar o que está roubando a competitividade da empresa. Confira:

7 desperdícios evitados pelo Lean Manufacturing

A filosofia da ferramenta Lean Manufacturing tem como principal objetivo a melhoria contínua dos processos, para reduzir ou eliminar as sobras das indústrias. Tudo o que o consumidor final não percebe como valor é eliminado com a manufatura enxuta e, por isso, é considerado desperdício.

Confira os pontos que podem estar roubando a competitividade da empresa:

Transporte e logística

Tempo perdido com transporte desnecessário de materiais, internamente ou externamente, produtos e logística ineficiente de processos. 

É preciso, portanto, trabalhar em formas que otimizem processos logísticos. Isso pode  significar mudanças no layout de trabalho dentro da indústria.

Superprodução

Tempo também é uma das vantagens ao usar a ferramenta Lean Manufacturing relacionada à produção. Dessa forma, quantidades produzidas além do necessário ocasionam desperdícios de recursos e tempo de produtividade dos funcionários. Alguns pontos negativos são:

  • Inflação de estoque;
  • Os produtos podem ter baixa rotatividade e depender de sazonalidade;
  • Falta de espaço para novos ítens;
  • Produtos podem estragar ou sair de linha.

Esses pontos negativos podem tornar a empresa menos lucrativa. Por isso, o ideal é investir no método de produção de acordo com a demanda da indústria.

Tempo de espera

Na ferramenta Lean Manufacturing, um processo só é iniciado quando outro for concluído. Questões gerais da indústria como – materiais, equipamentos e profissionais – ficam dependentes de questões anteriores, gerando atraso nos demais processos.

Excesso de processamento

Alguns processos são desnecessários para o produto, como burocracias antiquadas que tomam tempo e valor, dificultando a experiência do cliente durante o atendimento.

É possível identificar esses processos no mapa de valor, com o objetivo de eliminá-los ou otimizá-los.

Estoque/inventário

Um problema bem significativo é a armazenação de produtos em grandes quantidades, por falta de troca de informações internas ou entrega de fornecedores. Também pode ocorrer por excesso de produção ou compra excessiva de matéria-prima. Consequentemente, esses fatores geram mais custos à organização e podem potencializar ainda mais as falhas.

Movimentação de pessoal

Demandas de processos produtivos, sem levar em conta as etapas de produção, faz com que colaboradores precisem se locomover as vezes sem necessidades, drenando a eficiência dos processos produtivos.

Defeitos

Erros em materiais, peças e produtos trazem prejuízos à indústria e aos clientes. 

Situações como essa podem apontar erros na rotina e inspeções. 

Habilidades subutilizadas

As empresas muitas vezes deixam de explorar o potencial de seus colaboradores, restringindo-o apenas para uma função, sem autonomia e liberdade para propor novas ideias ao fluxo de trabalho.

As principais ferramentas do Lean Manufacturing

lean-manufacturing

 

Para ser uma metodologia eficiente, o Lean Manufacturing se baseia em 5 conceitos e preceitos, sendo eles: 

  • Just In Time;
  • Jidoka (automação com um toque humano);
  • Heijunka (alinhar o nível da produção conforme a demanda periódica);
  • Trabalho padronizado;
  • Kaizen (promoção da melhoria contínua);

Podemos aplicá-los simultaneamente, dentro de um sistema produtivo. Dessa forma, é possível entregar ao cliente final o produto desejado no tempo certo.

Para conseguir colocar em prática todo o método Lean Manufacturing, existem técnicas para alcançar os resultados, de redução de custos, e aumento da produtividade. Quando aplicados a empresa, trazem grandes vantagens, impactando o potencial competitivo. Confira:

Vantagens das ferramentas Lean Manufacturing

Aumento da eficiência 

Ao seguir o método Lean, a organização passa a seguir preceitos de padronização nos processos. O trabalho se torna mais intuitivo, a produção mais econômica.

Assim, o sistema de produção se torna mais eficiente, aumentando a autonomia de cada profissional que opera.

Aumento nos lucros

A ferramenta Lean Manufacturing ajuda a empresa a fazer mais com menos, eliminando burocracias desnecessárias e os processos sem valor para o produto e cliente. Permitindo um replanejamento do seu fluxo produtivo, otimizando operações e o uso de recursos, podendo aumentar o lucro da organização.

Eliminação de falhas

Ao seguir o Kaizen, a empresa trabalha com melhoria contínua. Kaizen ensina o aperfeiçoamento constante a partir do princípio: “Hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje”. O cerne do conceito é sempre acreditar que podemos aprimorar o nosso trabalho, tornando-o mais eficiente, inteligente e dependente de menos recursos para alcançar resultados exponenciais. 

Com o lean manufacturing a empresa se prepara para cenários, blindando-se contra falhas e utilizando-se do potencial das equipes multifuncionais para melhorar sua operação.

Otimização do tempo

Com o método aplicado e com foco total nos objetivos da empresa, a organização passa a fluir perfeitamente em vendas e produção.

Ou seja, não só processos internos da empresa, mas também processos de chão de fábrica, otimizando o tempo de entrega.

Como incorporar o lean manufacturing na sua empresa?

Agora que já te apresentamos o que é o método Lean Manufacturing e quantos benefícios essa filosofia pode trazer para sua organização, separamos algumas dicas de como incorporar na sua empresa e potencializar os resultados.

Equipe reduzida e multitarefas

O conceito Just In Time faz parte da filosofia japonesa, aplicada na Toyota, e tem como objetivo evitar excessos e desperdícios, para minimizar estoque que representam custos de manutenção desnecessários.

Entre outros benefícios do just in time está a melhor qualidade dos produtos, já que há a adequação da capacidade produtiva.

Menor tempo de produção

Com uma linha de produção bem estruturada e eficaz, a melhoria dos processos produtivos é consequente, diminuindo significativamente o tempo de produção, contribuindo para o resultado total da companhia.

Qualidade

Um plano de qualidade bem dirigido, amplo e com bom acompanhamento é a solução não só para os processos produtivos, como também para melhorias de resultados finais. 

Produza com base em projeções realistas

Grandes vilões da manufatura são os excessos, que causam uma série de prejuízos citados ao decorrer do nosso texto. Desse modo, inserir o nível produtivo às necessidades da indústria evita gastos e prejuízos.

Vamos aprender mais sobre a aplicação do Lean Manufacturing?

Conseguimos dar um breve passeio com você pelas inúmeras possibilidades da Ferramenta Lean Manufacturing e apresentar práticas para implantar este sistema de fabricação. Em todas as abordagens apresentadas, a manufatura enxuta tem como função criar um espaço mais produtivo, evitando desperdícios gerados por erros e falhas de uma organização.

A metodologia Lean Manufacturing aumenta a produtividade por meio da consequente queda de desperdícios, mas não se pode aplicá-la isoladamente em uma indústria. Portanto, é preciso entender como funciona a manufatura enxuta, de forma a identificar os problemas, melhorar e incorporar de maneira definitiva.

Existem questões técnicas que devem te fazer perguntar por onde começar. A primeira questão é você olhar para quais as necessidades de melhoria sua empresa precisa e a partir desse conteúdo tentar extrair quais técnicas apresentadas poderiam solucionar as dificuldades mais urgentes da sua companhia.

Quer conhecer mais sobre metodologias como o Lean Manufacturing e o que você pode aplicar na indústria? Continue lendo o blog da Korp!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Efeito chicote: o que é e seus impactos

27 de dezembro de 2023

Continuar lendo

Fundição: entenda esse processo da metalurgia

25 de dezembro de 2023

Continuar lendo