Galvanização: o que é, tipos e etapas

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

ATUALIZADO EM:

21 de Maio de 2024

Você já deve ter ouvido falar de soldagem, fundição ou extrusão. Apesar da galvanização não ser uma palavra tão famosa quanto suas irmãs, ela representa um processo industrial muito importante para o mercado. 

Vamos explorar esse tema de forma detalhada, mas fácil de entender, para que você possa compreender a relevância dessa técnica!

O que é galvanização?

galvanização

A galvanização é um processo de revestimento de metais, geralmente aço ou ferro, com uma camada de zinco. Esse revestimento é aplicado para proteger o metal base contra a corrosão e aumentar sua durabilidade. 

Existem vários métodos de galvanização, sendo os mais comuns a quente e a eletrogalvanização.

Para que serve a galvanização?

A principal função da galvanização é proteger metais contra a corrosão. Quando o aço ou ferro é exposto ao ambiente, ele tende a oxidar e enferrujar. 

Portanto, a camada de zinco atua como uma barreira física, impedindo que o oxigênio e a umidade entrem em contato com o metal base. Além disso, o zinco tem propriedades anticorrosivas que oferecem uma proteção adicional.

Etapas da galvanização

A galvanização é um processo meticuloso que ocorre em várias etapas:

Etapa 1: Preparação da Superfície

A primeira etapa do processo de galvanização é a preparação da superfície do metal. Isso geralmente envolve a limpeza do metal para remover qualquer sujeira, graxa, óleo, oxidação ou escala. Isso pode ser feito através de um processo de decapagem ácido ou jateamento abrasivo.

Etapa 2: Banho de Pré-Tratamento

Após a limpeza, o metal é imerso em um banho de pré-tratamento, que geralmente é uma solução de fluxo de zinco. Isso ajuda a preparar o metal para a aderência do zinco e remove qualquer oxidação restante.

Etapa 3: Imersão em Zinco

O metal é então imerso em um banho de zinco fundido. A temperatura do banho é geralmente mantida entre 445 e 460 graus Celsius. O metal permanece no banho até atingir a mesma temperatura do zinco fundido.

Etapa 4: Resfriamento

Uma vez que o metal atinge a temperatura do banho, os operadores o removem e resfriam. Eles podem fazer isso ao ar livre ou em um banho de resfriamento. Durante o resfriamento, o zinco se solidifica e forma uma camada protetora sobre o metal.

Etapa 5: Inspeção

A última etapa do processo de galvanização é a inspeção. Isso envolve a verificação da espessura e da uniformidade da camada de zinco, bem como a aderência ao metal base. Se a peça passar na inspeção, ela está pronta para ser usada.

Este é um resumo básico do processo de galvanização a quente. Os outros métodos têm processos semelhantes, mas com algumas diferenças específicas. Por exemplo, a eletrogalvanização utiliza um processo eletroquímico em vez de um banho de zinco fundido, e a galvanização por pulverização aplica o zinco como uma tinta ou pó, em vez de um banho.

Tipos de galvanização

Existem vários métodos de galvanização, cada um com suas próprias características e aplicações.

Cada tipo tem suas vantagens e desvantagens, e os fabricantes escolhem o método com base em vários fatores, incluindo o tipo de metal, o tamanho e a forma da peça, e as condições ambientais a que a peça será exposta. Conheça os principais tipos:

Galvanização a Quente

Este é o método mais comum de galvanização. Envolve a imersão do metal em zinco fundido, o que resulta em uma camada de zinco espessa e durável. 

Este tipo é ideal para peças grandes que precisam de proteção robusta contra corrosão. Além disso, os construtores comumente usam esse método na construção civil para proteger estruturas de aço, como vigas e pilares, devido à sua durabilidade e resistência à corrosão.

Outro exemplo é na indústria automotiva para proteger componentes de veículos, como chassis e carrocerias.

Eletrogalvanização

Este método utiliza um processo eletroquímico para aplicar a camada de zinco. É ideal para peças menores e oferece um acabamento mais suave. No entanto, a camada de zinco é geralmente mais fina e menos durável do que a galvanização a quente.

Na indústria eletrônica, usam frequentemente a eletrogalvanização para proteger componentes pequenos e delicados, como circuitos impressos, devido à sua precisão e ao acabamento suave. Além disso, os fabricantes utilizam a eletrogalvanização na produção de joias e outros itens de metal pequenos que requerem um acabamento estético.

Galvanização por Pulverização

Este método envolve a pulverização de zinco sobre o metal base. É menos comum, mas útil para reparos e aplicações específicas onde a imersão em zinco fundido ou o processo eletroquímico não são práticos.

Esse tipo é útil para aplicações que requerem uma cobertura uniforme em superfícies complexas ou grandes, como equipamentos marítimos, estruturas de pontes e peças de aeronaves. 

Galvanização Mecânica

Este método utiliza um processo de tamboreamento para aplicar o zinco. É menos comum e geralmente usado para peças pequenas. Embora não ofereça a mesma durabilidade que a galvanização a quente, é uma opção eficaz para peças que precisam de uma camada de zinco mais leve e flexível.

Os fabricantes comumente usam esse tipo para pequenos itens de fixação, como parafusos e porcas, que precisam de uma camada de zinco mais leve e flexível. Além disso, usam a galvanização mecânica em algumas aplicações de fabricação de joias e hardware de computador.

Vantagens e desvantagens da galvanização

Vantagens

  1. Durabilidade: A galvanização aumenta significativamente a vida útil dos metais, tornando-os mais resistentes a condições adversas.
  2. Custo-Benefício: Embora o processo inicial possa ser mais caro, a longevidade e a redução de manutenção compensam o investimento.
  3. Proteção Completa: A galvanização oferece uma cobertura uniforme, garantindo que todas as partes do metal estejam protegidas.
  4. Facilidade de Inspeção: A camada de zinco é visível, facilitando a inspeção e a identificação de áreas que possam necessitar de reparos.

Desvantagens

  1. Custo Inicial: O processo de galvanização pode ser mais caro em comparação com outros métodos de proteção contra corrosão.
  2. Limitações de Tamanho: Peças muito grandes podem ser difíceis de galvanizar, especialmente no método de galvanização a quente.
  3. Alteração de Propriedades Mecânicas: Em alguns casos, a galvanização pode alterar as propriedades mecânicas do metal base, como a ductilidade.

Exemplos de indústrias que utilizam a galvanização

Veja algumas indústrias em que esse método é amplamente utilizado:

  • Construção Civil: Estruturas metálicas, pontes e edifícios.
  • Automotiva: Componentes de veículos, como chassis e carrocerias.
  • Agrícola: Equipamentos e estruturas agrícolas.
  • Energia: Torres de transmissão e componentes de energia eólica.

Dúvidas comuns sobre galvanização

  • Galvanoplastia e galvanização são a mesma coisa?

Não. A galvanização é um processo que aplica uma camada de zinco a um metal para prevenir a corrosão. Já a galvanoplastia é um termo mais amplo para processos que usam eletricidade para revestir um objeto com qualquer metal. Portanto, a galvanização é um tipo de galvanoplastia, mas nem todos os processos de galvanoplastia são galvanização.

  • Todos os metais podem ser galvanizados?

Sim. A galvanização é mais comumente usada em aço e ferro, mas outros metais, como cobre e alumínio, também podem ser galvanizados. Entretanto, o alumínio pode adversamente durante o processo, tornando-o menos eficaz ou mais complexo. Por isso, para alguns metais, geralmente usam outros métodos de revestimento, como a anodização.

  • A galvanização afeta a resistência do metal?

Não. Embora a galvanização possa alterar ligeiramente as propriedades mecânicas do metal, a resistência geral do metal geralmente não é afetada de maneira significativa. Na verdade, a camada de zinco pode até melhorar a resistência do metal à corrosão.

  • A galvanização é cara?

Depende. O custo pode ser maior do que outros métodos de proteção contra a corrosão inicialmente. No entanto, devido à sua longevidade e baixa manutenção, muitas vezes é mais econômico a longo prazo.

  • A galvanização é o mesmo que zincagem?

Não. Embora os termos sejam frequentemente usados de forma intercambiável, eles não são exatamente a mesma coisa. A zincagem é um tipo de galvanização, mas nem todos os processos de galvanização envolvem zinco.

💡 Leia mais sobre outros tipos de processos industriais:

 

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo

Takt Time: o que é e como calcular?

21 de maio de 2024

Continuar lendo