Core business: entenda este conceito

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

ATUALIZADO EM:

09 de Outubro de 2023

O core business é o foco de atuação de uma empresa no mercado, ou seja, naquilo em que se baseiam todas as estratégias do negócio.

Por exemplo, o core business de uma indústria automobilística é produzir carros, e o de uma indústria metal mecânica pode ser a produção de peças. 

Para entender o que é este conceito e como se aplica ao seu negócio, continue a leitura!

O que é o core business?

Podemos traduzir o termo do inglês como “centro do negócio” ou ainda “núcleo do negócio”. Sendo assim, trata-se do seu propósito para existir. Por meio dele, é possível compreender o seu nicho de mercado e atender às dores do cliente de maneira assertiva.

Por isso, vale a pena se questionar a respeito do que a sua empresa faz de melhor e como ela se destaca em relação ao mercado. Isso porque o core business pode se relacionar aos produtos, ao relacionamento com o cliente ou até a inovações tecnológicas.

Você precisa refletir o bastante para enxergar a força do seu negócio. Para isso, é necessário ponderar sobre a sua atividade central e alocar ações estratégicas para o seu fortalecimento.

Por que conhecer o seu core business?

No plano estratégico do seu negócio, o core business precisa aparecer como aquilo que é oferecido ao seu cliente, seja um produto ou serviço. Assim, você terá clareza e foco no atingimento dos seus objetivos.

Além disso, ele precisa se alinhar à sua missão, visão e valores, de modo a contemplar as políticas internas da empresa.

Dessa forma, conhecer a fundo o núcleo do negócio ajuda a entender os seus pontos fortes e fracos, sendo um modo de guiar e aperfeiçoar a sua atuação.

É o estabelecimento da atividade central que vai orientar o planejamento, as atividades organizacionais e a tomada de decisão por parte dos gestores.

Como identificar o core business do seu negócio?

 

Como já dissemos, o core business contribui para compreender os pontos fortes da organização. Assim, é possível diferenciar a marca e enfatizar o seu valor em relação aos clientes.

Quanto mais específica for a sua atividade central, maiores são as chances de crescer e fortalecer o seu negócio. Para te ajudar a delimitar o core business, separamos algumas perguntas que você pode se fazer:

O que o negócio faz de melhor? 

Qual é a principal entrega da sua empresa? A partir disso, qual é o objetivo da organização? Para responder a essas questões, você precisa ir além da prática. Por exemplo, se você trabalha na indústria alimentícia, sua entrega vai além dos alimentos. Com o seu produto, você pode promover mais praticidade e sabor no dia a dia dos clientes.

O que diferencia a sua marca?

O que torna o seu negócio único? Agora, é hora de pensar naquilo que nenhuma outra empresa pode fazer igual. Afinal, outros negócios podem oferecer o mesmo produto, mas o seu diferencial pode ser a qualidade, a mensagem, o atendimento ao cliente, entre outros fatores.

Quem é seu público-alvo?

É comum que antes de um estudo aprofundado muitas empresas acreditem que seu público-alvo é “todo mundo”. Porém, a realidade não é bem assim. Você precisa definir a persona do seu cliente ideal, assim como os problemas que ele gostaria de solucionar. Quanto mais você conhecer esse público, melhor.

Quais são os pontos de contato com o cliente?

Onde o seu negócio estará presente? Neste momento, você precisa estabelecer os pontos de vendas e os locais onde seus produtos e serviços serão procurados. Desse modo, envolve a identificação dos hábitos de consumo do seu público.

Uma empresa pode mudar o seu core business?

Sim, uma empresa pode mudar o seu core business em alguns momentos cruciais para o negócio. Isso pode acontecer quando a sua atividade não está trazendo receita, por exemplo, exigindo um reposicionamento da marca.

Qual é a diferença entre core business e missão, visão e valores?

Os dois conceitos podem até se relacionar, mas são muito diferentes. Enquanto o core business evidencia o núcleo do negócio, ou seja, a sua atividade-chave, a tríade missão-visão-valores é totalmente diferente. Entenda os conceitos:

  • Missão: razão de existir da empresa.
  • Visão: como a empresa se vê no futuro.
  • Valores: as condutas que a organização exige de si.

Exemplos de core business

Agora que você entendeu este conceito, vamos ver como funcionam alguns exemplos na prática. Conheça o core business de algumas empresas!

Nike

A Nike, empresa de calçados e roupas esportivas, define-se desta forma: “nós acreditamos no poder do esporte para mover o mundo”. Portanto, a marca foca na criação de soluções para diversas práticas esportivas, além de incentivar ações de inclusão de crianças em atividades físicas.

McDonald’s

Dois pontos importantes do core business do McDonald’s são a qualidade dos alimentos e a geração de emprego formal para os jovens. Sendo assim, a empresa adapta seu cardápio de acordo com as demandas de alimentação e reformula suas práticas de recrutamento.

Samsung

A Samsung busca ter uma atuação líder em inovação tecnológica. Desse modo, desenvolve eletrônicos por meio da premissa da descoberta de tecnologias aplicáveis a seus produtos com o fim de “ajudar pessoas em todo o mundo a levar vidas mais leves e saudáveis”.

Conclusão

Definir o core business inclui compreender a atividade-chave do seu negócio e como ele se diferencia dos demais. Com isso, toda a empresa pode compreender o seu propósito e, principalmente, o que ele não é.

Portanto, trata-se de um ponto elementar para traçar os limites e estabelecer objetivos com mais clareza e assertividade.

Entender princípios de gestão é uma etapa fundamental para empresas que desejam se diferenciar e ganhar mais competitividade no mercado. Por isso, você precisa se atentar às principais estratégias e inovações do mercado.

No blog Korp, há vários conteúdos sobre gestão e estratégia, para que você conheça diversas metodologias e entenda quais delas mais se adequam ao seu negócio. Para continuar aprendendo, recomendamos os seguintes artigos:

 

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Economia Circular na Indústria: Inovação e Impacto

17 de julho de 2024

Continuar lendo

Como Reduzir Custos de Produção: Guia Completo!

24 de junho de 2024

Continuar lendo