Controle tributário: saiba como o ERP pode ajudar!

PUBLICADO POR:

Viasoft Korp ERPViasoft Korp ERP

PUBLICADO EM:

04 de novembro de 2020

Realizar o controle tributário é uma tarefa que demanda tempo e atenção. O ERP (Sistema Integrado de Gestão Empresarial) pode otimizar esse processo, levando mais agilidade aos trabalhos e maior exatidão em relação aos números.

Muitas empresas, principalmente, as indústrias e o setor de distribuição lidam diariamente com diversas notas fiscais de entrada, de saída, lançamento de valores, e aí como fica o controle tributário? Sem um sistema que possa unificar todas as informações, certamente, alguns problemas surgirão no momento de organizar e controlar a parte fiscal do seu negócio.

Neste artigo, vamos explicar como o ERP pode ajudar no controle tributário. Assim, a sua empresa vai contar com mais agilidade e maior segurança fiscal. Continue a leitura.

O que é o ERP?

O ERP é uma solução de tecnologia que visa o gerenciamento estratégico e operacional de uma organização. Por isso, garante o controle das informações, a integração de dados e a automatização de processos para tomada de decisão.

Tudo isso acontece em um único software, facilitando as rotinas organizacionais. Sendo assim, também oferece a visibilidade sistêmica do negócio, dando embasamento para ajustes estratégicos de forma ágil e eficiente. Confira alguns processos que podem integrar o ERP:

  • vendas;
  • compras; 
  • planejamento de produção (MRP I e II); 
  • sequenciamento de produção (APS); 
  • engenharia; 
  • manutenção; 
  • qualidade, fiscal/contábil; 
  • logística da empresa.

Portanto, trata-se de uma solução que impulsiona empresas que desejam mais crescimento e produtividade. Um dos seus grandes benefícios é a padronização de procedimentos operacionais em cada setor, trazendo vantagens para negócios que possuem matriz e filiais ou distribuem mercadorias.

A padronização de procedimentos interfere na qualidade do produto ou serviços, uma vez que reduz os riscos provenientes de erros humanos e o volume de retrabalho. Por isso, a operação também se torna mais segura.

Outro ponto positivo é a minimização de ruídos de comunicação interna, que podem comprometer a entrega de um produto ou serviço. Em resumo, a otimização das rotinas precisa auxilia na concretização dos propósitos e objetivos da organização, garantindo o melhor aproveitamento do tempo e do esforço dos recursos humanos da empresa.

Como manter o controle tributário em ordem?

As empresas brasileiras precisam lidar com várias cargas tributárias, tendo em vista que o país tem um dos sistemas tributários mais complexos do mundo. Alguns exemplos são o Imposto de Renda, PIS, CSLL, ICMS. Enfim, os impostos a serem pagos dependem da forma de atuação do seu negócio.

Então, por meio do ERP, você pode fazer uma gestão fiscal otimizada referente ao recolhimento dos tributos. Desse modo, pode-se garantir a conformidade do negócio com o Fisco e que o recolhimento está sendo realizado de maneira correta.

São vários os benefícios que o seu negócio obtém por meio da gestão fiscal com um ERP. Conheça algumas vantagens de investir no sistema!

Reduza falhas e retrabalhos

O sistema ERP automatiza os processos tributários. Dessa forma, não há necessidade de alguns processos manuais. Com isso, sua empresa pode confiar mais na organização e no controle dos valores, já que as possibilidades de erros, como dados incorretos ou trocados, são minimizados. Além disso, evita-se alguns retrabalhos, por exemplo, revisar várias vezes as planilhas para certificar-se de que não haverá erro nos fechamentos.

Isso significa que o seu negócio passa a utilizar a tecnologia a seu favor, alinhando-se aos preceitos da indústria 4.0. Para saber mais sobre a automação na indústria, leia também:

Diminua os atrasos e evite multas

Por meio da plataforma, é possível controlar todos os prazos relacionados aos tributos, pois ficam registrados. Assim, a empresa diminui as chances de erros e também inibe problemas com os órgãos de arrecadação.

Visão ampla

Amplie seu controle tributário com o ERP, que permite uma visão geral e específica dos tributos. Portanto, veja com facilidade os impostos pagos, o período de tempo em que o negócio tem mais gastos, entre outras atividades do setor fiscal. Ao ter essa ampla visualização dos processos, fica mais simples tomar decisões e fazer análises em relação ao regime tributário e tudo o que o envolve.

Adapte-se rapidamente às mudanças referentes às obrigações

Você já deve ter percebido que as obrigações fiscais mudam com frequência, né? Sendo assim, tenha o ERP para uma adaptação rápida. Inclusive, dependendo da mudança, se você contar com um bom fornecedor de sistema, a atualização das novas diretrizes vindas do setor público, já serão aplicadas no ERP para que não ocorram erros futuros. Legal, né?

Monitore a emissão de notas fiscais

Uma das responsabilidades do controle tributário está ligado à emissão de NF. Através do ERP, essa ação pode ser monitorada pelo setor fiscal da empresa. O sistema ajuda na organização das entradas e saídas e conferência da veracidade das notas fiscais. Além disso, o módulo financeiro pode ser integrado com muitas outras funcionalidades para aumentar a eficiência do controle tributário. Portanto, erros são minimizados, evitando, por exemplo, a perda de dinheiro.

Leia também:

Inovação e evolução ao seu alcance

Você já conhece o sistema Viasoft Korp ERP? Essa solução direcionada ao segmento de manufatura atende às necessidades das indústrias de produção. Desenvolvida por programadores junto a engenheiros de produção, proporciona recursos sofisticados de análises e simulações em tempo real. Assim, as empresas rompem limites e melhoram seus resultados diariamente.

Quanto ao controle tributário, a solução permite a automatização de processos para o alinhamento do seu negócio às exigências do fisco. Veja algumas possibilidades do módulo contábil:

  • Controle Patrimonial: reavaliações de depreciações e dos bens, movimentações em grupos, baixas parciais, transferências parciais, controle de créditos de CIAP, bloco G – EFD, créditos de PIS e Cofins.
  • Controle Orçamentário e Contábil: planejamento flexível, previsão de receitas, rateios e distribuições, revisões contábeis, acompanhamento contábil periódico, visão gerencial e visualização gráfica.
  • Gestão Fiscal e Contábil: parametrização para atender a todas as necessidades da empresa, geração de títulos para pagamento de tributos, dados em tempo real de todas as movimentações da empresa etc.

Além disso, o ERP integra vários outros módulos para aumentar a produtividade do seu negócio.

Conheça todas as possibilidades do Viasoft Korp ERP!

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
A Viasoft Korp nasceu na indústria em 1999 e se tornou o maior especialista em sistemas de gestão para o segmento industrial e de distribuição. Além do ERP, desenvolve diversas outras soluções com foco em lucro e produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

SPED fiscal: o que é e vantagens

13 de dezembro de 2023

Continuar lendo

Regulamento aduaneiro: conheça a legislação brasileira

23 de outubro de 2023

Continuar lendo