Gestão logística: guia completo

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

PUBLICADO EM:

04 de dezembro de 2023

Gestão logística envolve planejamento, controle e execução do fluxo de materiais, produtos e informações desde a origem até o destino final, garantindo a eficiência e eficácia dos processos. 

Entretanto, como todos os processos empresariais, essa área de gestão também passa por desafios que precisam ser superados. Nesse contexto, a tecnologia se mostra uma grande aliada, oferecendo soluções inovadoras que ajudam a simplificar e otimizar as operações. 

Além disso, existem melhores práticas que podem ser adotadas para alcançar resultados ainda mais satisfatórios. Para isso, escolher o melhor software de gestão logística é fundamental. 

Neste artigo, vamos explorar cada um desses temas para finalmente descomplicar a gestão logística da sua empresa.

O que é gestão logística e por que é importante?

gestão logística de armazém

A gestão logística é tudo que envolve o planejamento de compras, armazenagem, transporte, gerenciamento de estoque e distribuição em uma empresa. 

Esse gerenciamento é importante porque impacta diretamente nos custos e na satisfação dos clientes. Quando mal executada, essas atividades podem causar prejuízos financeiros e comprometer a qualidade do serviço prestado. 

Por outro lado, quando bem executada, a gestão logística contribui para aumentar a produtividade da empresa, otimizar o uso de recursos e melhorar a experiência dos clientes. 

É importante destacar que a gestão logística não se limita apenas às operações internas da empresa, ela também está relacionada ao relacionamento com fornecedores e parceiros logísticos. 

Além disso, a gestão logística tem um papel crucial na sustentabilidade ambiental, pois pode ajudar a reduzir as emissões de gases poluentes decorrentes das atividades logísticas. 

Os principais desafios da gestão logística nas empresas

A gestão logística apresenta uma série de desafios para as empresas, especialmente em um cenário de constantes mudanças e crescente competitividade. Se fossemos separar os principais desafios em três grandes grupos, seriam relacionados a integração, controle de estoque e complexidade logística. 

1. Integração

A falta de integração é um desafio significativo na gestão logística e pode se manifestar em várias áreas das operações. A integração eficaz envolve a coordenação harmoniosa de diferentes processos, sistemas e partes interessadas ao longo da cadeia de suprimentos. Veja algumas dimensões desse desafio:

  • Sistemas de Informação Desconectados:

Muitas empresas usam uma variedade de sistemas para gerenciar diferentes aspectos da logística, como sistemas de gerenciamento de armazém (WMS),sistemas de rastreamento de transporte e sistemas de planejamento de recursos empresariais (ERP). Se esses sistemas não estiverem integrados, pode haver lacunas na visibilidade e na comunicação, levando a decisões baseadas em informações desatualizadas ou imprecisas.

  • Comunicação Ineficiente com Parceiros:

A cadeia de suprimentos geralmente envolve vários parceiros, como fornecedores, fabricantes, distribuidores e transportadoras. A falta de integração na comunicação com esses parceiros pode resultar em atrasos, erros de pedidos e dificuldades na coordenação das atividades.

  • Barreiras entre Departamentos:

Dentro de uma organização, diferentes departamentos muitas vezes operam com sistemas isolados uns dos outros. Por exemplo, o departamento de vendas pode ter informações diferentes do departamento de estoque. Essas barreiras podem levar a problemas na previsão de demanda, alocação inadequada de recursos e falta de alinhamento das metas organizacionais.

  • Inconsistências na Gestão de Dados:

A integridade e consistência dos dados são essenciais na gestão logística. Se diferentes sistemas utilizarem formatos de dados distintos ou se houver inconsistências nos dados, isso pode levar a erros em decisões críticas, como previsões de demanda, planejamento de rotas e níveis de estoque.

  • Processos Manuais e Paperless:

A persistência de processos manuais e a dependência de documentos em papel podem dificultar a integração eficiente. Isso inclui a entrada manual de dados, a geração de relatórios em papel e a falta de automação em áreas como rastreamento de produtos e atualizações de estoque em tempo real.

2. Controle de estoque

Outro desafio é a gestão eficiente do estoque, pois o excesso ou falta de produtos pode comprometer todo o processo logístico. Veja alguns pontos de atenção:

  • Demanda Variável:

Antecipar com precisão a demanda por produtos é um desafio constante. Flutuações sazonais, mudanças nas tendências do mercado e eventos imprevisíveis podem levar a variações na demanda, tornando difícil manter níveis de estoque ideais.

  • Lead Time Variável:

O lead time, o intervalo entre a realização do pedido e a entrega do produto, pode variar devido a diversos fatores, como atrasos de fornecedores, questões de transporte e problemas alfandegários. Gerenciar essa variabilidade é essencial para evitar estoques esgotados ou excessivos.

  • Falta de Visibilidade na Cadeia de Suprimentos:

Uma falta de visibilidade ao longo da cadeia de suprimentos pode resultar em informações imprecisas ou desatualizadas sobre o status dos produtos. Isso dificulta a tomada de decisões informadas sobre reabastecimento, alocação de recursos e gestão de inventário.

  • Ineficiências no Processo de Reabastecimento:

Determinar quando e quanto reabastecer pode ser desafiador. Estoques excessivos podem levar a custos desnecessários de armazenamento, enquanto estoques insuficientes podem resultar em atrasos no atendimento ao cliente e perda de vendas.

  • Deterioração e Obsolescência:

Certos produtos têm prazo de validade ou podem tornar-se obsoletos devido a mudanças nas tendências de mercado ou avanços tecnológicos. Gerenciar produtos perecíveis ou suscetíveis à obsolescência requer um controle rigoroso para evitar desperdícios.

  • Precisão na Contagem de Estoque:

A precisão na contagem de estoque é crucial. Erros humanos, roubo, danos durante o transporte e outros fatores podem levar a discrepâncias entre os registros do sistema e o estoque físico, resultando em decisões inadequadas.

  • Custos de Armazenamento:

Manter estoques excessivos implica custos de armazenamento, incluindo aluguel de espaço, segurança e manuseio. Encontrar o equilíbrio certo entre o custo de manter o estoque e a necessidade de atender à demanda é um desafio constante.

3. Complexidade logística

Quando falamos de gestão logística já podemos subentender que existe complexidade por trás desse gerenciamento. Isso acontece porque muitos fatores estão envolvidos para que uma boa logística aconteça. Veja alguns exemplos:

  • Cadeia de Suprimentos Global:

À medida que as empresas expandem suas operações globalmente, a cadeia de suprimentos torna-se mais longa e complexa. Isso envolve lidar com diferentes regulamentações alfandegárias, tempos de trânsito variados e desafios na coordenação de várias partes envolvidas.

  • Variedade de Produtos:

Empresas muitas vezes lidam com uma ampla gama de produtos, cada um com suas próprias características de embalagem, armazenamento e transporte. Gerenciar eficientemente essa variedade demanda uma logística flexível e adaptável.

  • Flutuações na Demanda:

A demanda por produtos pode ser altamente volátil, seja devido a sazonalidades, promoções ou fatores imprevisíveis. Isso exige uma capacidade de resposta rápida para ajustar os níveis de estoque e otimizar as rotas de transporte.

  • Tecnologia e Inovação:

A rápida evolução tecnológica na área logística, como rastreamento em tempo real, sistemas de gerenciamento de armazém avançados e automação, pode ser uma faca de dois gumes. Embora ofereça melhor visibilidade e controle, a implementação bem-sucedida dessas tecnologias também requer investimentos substanciais e a adaptação contínua.

  • Riscos Ambientais e Geopolíticos:

Eventos imprevistos, como desastres naturais, greves, mudanças nas políticas comerciais internacionais ou crises geopolíticas, podem interromper significativamente as operações logísticas. Gerenciar esses riscos e desenvolver estratégias de contingência é essencial.

  • Elevados Custos de Transporte:

Os custos associados ao transporte, especialmente em longas distâncias, podem ser significativos. Além disso, flutuações nos preços do petróleo podem impactar diretamente os custos operacionais, adicionando uma camada extra de complexidade financeira.

  • Regulamentações e Compliance:

Cumprir as regulamentações locais, nacionais e internacionais é crucial na logística. Isso inclui normas de segurança, restrições de peso e tamanho, requisitos alfandegários e outras considerações legais que variam de região para região.

Como resolver os desafios da gestão logística?

Agora que você já viu todos os principais desafios enfrentados pelas empresas na gestão logística, está na hora de entender como solucioná-los.

Mas já adiantamos, tecnologia é a palavra-chave para alcançar uma gestão eficiente e otimizada de verdade. Por isso, o primeiro passo para solucionar os problemas é entender que sem ajuda de metodologias, softwares e equipamentos tecnológicos fica impossível acompanhar o desenvolvimento do mercado. 

Vamos lá!

Como resolver problemas de integração?

Para este problema, um sistema de gestão é a melhor solução. Os Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (ERP, sigla em inglês para Enterprise Resource Planning) são amplamente reconhecidos como uma solução eficaz para os desafios de integração na gestão logística. 

O ERP atua como uma plataforma centralizada que integra diversos processos e sistemas dentro de uma organização, proporcionando uma visão abrangente e unificada das operações. Aqui estão algumas razões pelas quais o ERP, especialmente aqueles com módulos nativos de Sistema de Gerenciamento de Armazém (WMS),é considerado uma escolha valiosa para superar problemas de integração na gestão logística:

  • Centralização de dados

O ERP funciona como uma fonte centralizada de dados, eliminando silos de informação entre diferentes departamentos. Isso reduz a duplicação de dados, minimiza erros e proporciona uma visão única e consistente em toda a organização.

  • Integração de processos

Os módulos integrados do ERP abrangem uma variedade de processos, desde finanças e recursos humanos até logística e cadeia de suprimentos. Isso facilita a automação e integração de atividades relacionadas, melhorando a eficiência operacional.

  • Sistema WMS integrado

A presença de um Sistema de Gerenciamento de Armazém nativo no ERP é especialmente valiosa para a gestão logística. Isso permite um controle detalhado sobre as operações de armazém, incluindo recebimento, picking, packing e envio. A integração nativa reduz a necessidade de interfaces complexas e melhora a precisão das informações.

  • Melhoria na tomada de decisão

Ao fornecer uma visão holística dos processos logísticos, o ERP capacita os tomadores de decisão com informações em tempo real. Isso facilita a identificação de padrões, análise de desempenho e ajustes estratégicos para melhorar a eficiência operacional.

  • Fluxo de Trabalho Coordenado

Os módulos do ERP, incluindo o WMS, ajudam a coordenar o fluxo de trabalho em toda a cadeia logística. Isso reduz a dependência de comunicações manuais e minimiza a probabilidade de erros causados por falhas de comunicação.

  • Flexibilidade e Adaptação

Os sistemas ERP são projetados para serem flexíveis e escaláveis, o que permite que as empresas se adaptem a mudanças nas operações e nas demandas do mercado. A flexibilidade é essencial em um ambiente logístico dinâmico. 

Imagine que sua empresa tem um crescimento repentino e a logística se torna ainda mais complexa. Sem a ajuda de um ERP escalável que suporte esse aumento de demanda de nada adiantaria ter mais vendas entrando no caixa, por exemplo, pois a empresa não daria conta geri-los. 

  • Padronização de processos

A implementação de um ERP muitas vezes envolve a padronização de processos em toda a organização. Isso não apenas facilita a integração, mas também melhora a consistência e a qualidade das operações.

Como resolver problemas de controle de estoque?

Controle de estoque por si só já é um desafio enorme para as empresas, pensando num contexto geral de gestão logística a complexidade aumenta ainda mais. 

Por isso, trouxemos algumas possíveis soluções a serem aplicadas em empresas que estão passando por desafios nessa área:

ProblemaPossíveis Soluções
Demanda Variável– Utilize algoritmos avançados para prever a demanda com base em dados históricos, permitindo ajustes dinâmicos nos níveis de estoque.

– Estabeleça políticas de estoque de segurança para enfrentar variações inesperadas na demanda.

Lead Time Variável– Diversifique fornecedores para mitigar riscos de atrasos.

– Implemente sistemas de rastreamento em tempo real para monitorar o lead time, ajustando os estoques conforme necessário.

Falta de Visibilidade na Cadeia de Suprimentos– Invista em tecnologias de rastreamento e monitoramento para obter visibilidade ao longo da cadeia de suprimentos.

– Implemente sistemas de informação integrados para facilitar o compartilhamento eficiente de dados entre parceiros.

Ineficiências no Processo de Reabastecimento– Adote sistemas de reabastecimento automático baseados em dados de demanda.

– Implemente estratégias de estoque mínimo e máximo para otimizar o equilíbrio entre oferta e demanda.

Deterioração e Obsolescência– Use sistemas de gestão de ciclo de vida de produtos para monitorar a validade e a relevância dos itens em estoque.

– Estabeleça práticas de rotação de estoque para reduzir o risco de produtos obsoletos.

Precisão na Contagem de Estoque– Adote tecnologias de identificação automática, como códigos de barras e RFID, para aprimorar a precisão na contagem.

– Realize auditorias regulares e ciclos de contagem de estoque para identificar e corrigir discrepâncias.

Custos de Armazenamento– Implemente práticas de gestão de estoque just-in-time para reduzir a necessidade de armazenamento excessivo.

– Avalie e otimize o layout do armazém para utilizar o espaço eficientemente.

Como resolver problemas de complexidade?

A complexidade logística é uma realidade incontestável nos ambientes empresariais modernos, especialmente em um mundo interconectado e globalizado. Nesse cenário desafiador, a gestão eficiente da cadeia de suprimentos torna-se uma peça fundamental para o sucesso operacional e a satisfação do cliente. 

Este segmento explora soluções práticas para enfrentar os desafios relacionados à complexidade logística, abrangendo desde a expansão global da cadeia de suprimentos até às demandas variáveis do mercado e os riscos ambientais. 

As sugestões de soluções que trouxemos buscam não apenas superar obstáculos, mas também transformar a complexidade em oportunidades de melhoria e inovação.

ProblemaSugestões de Soluções
Cadeia de Suprimentos Global– Utilize plataformas de gerenciamento de cadeia de suprimentos para centralizar e coordenar operações globais.

– Invista em parcerias estratégicas com fornecedores e transportadoras globais confiáveis.

Variedade de Produtos– Implemente sistemas flexíveis de gestão de estoque que possam lidar com uma ampla gama de produtos.

– Desenvolva estratégias de distribuição específicas para diferentes categorias de produtos.

Flutuações na Demanda– Adote abordagens ágeis na gestão de estoque para ajustar rapidamente aos picos de demanda.

– Utilize análises preditivas para antecipar e responder a mudanças nas tendências de mercado.

Tecnologia e Inovação– Mantenha-se atualizado com as tendências tecnológicas e invista em soluções inovadoras.

– Promova uma cultura organizacional que valorize a adoção de novas tecnologias.

Riscos Ambientais e Geopolíticos– Desenvolva planos de contingência robustos para lidar com eventos imprevistos.

– Diversifique fontes de fornecimento e monitore constantemente eventos geopolíticos.

Elevados Custos de Transporte– Otimize rotas de transporte para reduzir custos.

– Negocie contratos de transporte com antecedência para garantir tarifas competitivas.

Regulamentações e Compliance– Mantenha uma equipe dedicada à conformidade regulatória e monitore constantemente as mudanças nas regulamentações.

– Utilize sistemas de gerenciamento de conformidade para automatizar processos.

 

Desafios futuros na logística

Agora que você já entendeu os desafios atuais da logística e já se preparou para resolvê-los, está na hora de ver o que pode estar por vir. 

Os desafios futuros na gestão logística são fundamentais para antecipar as mudanças e preparar as empresas para um ambiente em constante evolução. Alguns desses desafios incluem:

Integração de Tecnologias Emergentes

À medida que novas tecnologias continuam a surgir, como inteligência artificial avançada, blockchain e automação, as empresas de logística enfrentarão o desafio de integrar essas inovações de forma eficiente em suas operações. A interoperabilidade entre sistemas será crucial para garantir uma cadeia de suprimentos coesa.

Sustentabilidade e Pressões Ambientais

Com o aumento do foco na sustentabilidade, as empresas de logística enfrentarão desafios para reduzir ainda mais seu impacto ambiental. Isso inclui a necessidade de adotar práticas sustentáveis em embalagens, transporte e gestão de resíduos, bem como a conformidade com regulamentações ambientais cada vez mais rígidas.

Globalização e Complexidade na Cadeia de Suprimentos

A expansão global das operações logísticas traz consigo desafios adicionais, como a gestão de cadeias de suprimentos mais complexas e a adaptação a regulamentações comerciais em constante mudança. A logística internacional exigirá maior visibilidade e coordenação para superar obstáculos como barreiras alfandegárias e flutuações nas taxas de câmbio.

Riscos Cibernéticos e Segurança da Informação

Com a crescente dependência de sistemas informatizados e conectividade, a logística enfrentará desafios em garantir a segurança cibernética. A proteção de dados sensíveis e a prevenção contra ataques cibernéticos serão preocupações críticas para garantir a integridade e confiabilidade das operações.

Mudanças nas Expectativas do Consumidor

As expectativas dos consumidores estão em constante evolução, especialmente no que diz respeito à rapidez na entrega, rastreamento em tempo real e opções flexíveis de entrega. As empresas de logística terão que se adaptar a essas demandas em constante mudança, o que pode exigir inovações na última milha e maior flexibilidade nas operações.

Desafios Geopolíticos e Comerciais

Instabilidades geopolíticas, acordos comerciais em constante mudança e disputas comerciais podem afetar significativamente as operações logísticas globais. As empresas precisarão estar preparadas para ajustar suas estratégias de distribuição e fornecimento em resposta a mudanças nas políticas comerciais.

Gestão da Demanda Volátil

A volatilidade na demanda do mercado, exacerbada por eventos imprevisíveis como pandemias, requer flexibilidade nas operações logísticas. Estratégias de gestão de estoque mais dinâmicas e capacidade de resposta rápida às flutuações na demanda se tornarão ainda mais cruciais.

Ao enfrentar esses desafios futuros, as empresas de logística podem se posicionar para prosperar em um ambiente dinâmico, garantindo a eficiência, sustentabilidade e adaptabilidade de suas operações.

Como escolher o melhor software de gestão logística para sua empresa.

Escolher o melhor software de gestão logística para a empresa é uma decisão importante, pois essa ferramenta terá um grande impacto na eficiência e produtividade das operações. Ao escolher um software, é importante levar em consideração algumas necessidades específicas da empresa como o tamanho do negócio, o número de pedidos e produtos movimentados e as particularidades do processo logístico. 

Já sobre o software, se atente a alguns pontos importantes:

  • Compatibilidade com outras ferramentas utilizadas pela empresa (ou funcionalidades nativas que substituam as ferramentas atuais e centralizem tudo em um só sistema)
  • Capacidade de integração do software com outras tecnologias como IoT e inteligência artificial. 
  • Recursos oferecidos pelo software, como rastreamento de cargas, gestão de estoques e planejamento de rotas.
  • Reputação do fornecedor
  • Escalabilidade do sistema
  • Rastreabilidade geral
  • Possibilidade de customizações
  • Suporte técnico
  • Facilidade de uso e treinamentos
  • Demais requisitos específicos da empresa

Conclusão

Em um cenário empresarial cada vez mais desafiador, a gestão logística se destaca como uma peça fundamental para o sucesso operacional e a satisfação do cliente. Este artigo explorou os principais elementos dessa disciplina, desde a definição da gestão logística até os desafios enfrentados e as soluções propostas.

A gestão logística abrange uma gama abrangente de atividades, desde o planejamento até a distribuição, e sua eficiência impacta diretamente nos custos e na experiência do cliente. Diante dos desafios apresentados, a tecnologia surge como uma aliada poderosa, oferecendo soluções inovadoras para simplificar e otimizar as operações logísticas.

Identificamos três grandes desafios na gestão logística: integração, controle de estoque e complexidade logística. Para enfrentar esses desafios, destacamos soluções específicas, com foco em sistemas de gestão integrada (ERP),estratégias de controle de estoque e abordagens para lidar com a complexidade logística.

Em resumo, descomplicar a gestão logística requer uma abordagem holística, onde a tecnologia, a inovação e a adaptação constante desempenham papéis essenciais. Dessa forma, ao enfrentar os desafios atuais e antecipar os futuros, as empresas podem posicionar suas operações logísticas para o sucesso em um ambiente empresarial dinâmico e competitivo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

RFID: o que é essa tecnologia?

30 de novembro de 2023

Continuar lendo

Capacidade ociosa: entenda a importância para a gestão

30 de outubro de 2023

Continuar lendo