Ampliar a produtividade e melhorar os processos são alguns dos principais objetivos de gestores da indústria. Nesse sentido, é essencial questionar-se sobre o impacto da manutenção preditiva na busca desses objetivos.

A manutenção preditiva é uma técnica que proporciona maior segurança e resultados satisfatórios ao planejamento da indústria. Neste post, entenda o conceito de manutenção preditiva, suas vantagens e a importância deste trabalho dentro da indústria 4.0. Vamos lá?

Afinal, o que é manutenção preditiva mesmo?

Dentro das fábricas, essas manutenções têm o papel de detectar a necessidade de manutenção efetiva em máquinas e equipamentos antes que ocorram falhas. Em outras palavras, essa técnica prevê possíveis problemas que o equipamento pode apresentar. Dessa forma, permitindo que a equipe realize o planejamento do conserto estrategicamente, com o intuito de reduzir o impacto no fluxo produtivo.

Você deve estar se perguntando: como ocorre a antecipação de falhas? Funciona por meio de monitoramento periódico com técnicas de inspeção, por exemplo: análise de vibração, ultrassom, inspeção visual ou análise não destrutiva. Desse modo, o time controla o ciclo de vida dos equipamentos e o desempenho, a fim de definir um calendário de inspeção específico para cada máquina.

Manutenção preditiva na Indústria 4.0

Com a Transformação Digital e a Indústria 4.0, a manutenção preditiva torna-se um trabalho cada vez mais presente e aplicado dentro da indústria. Isso acontece porque conforme a tecnologia evolui e cria novos recursos, as manutenções também ampliam suas possibilidades na busca por falhas. Isto é, mostram-se cada dia mais eficientes, exatas e acessíveis.

Há muitos recursos tecnológicos de qualidade que fornecem um suporte operacional e informativo aos gestores e profissionais de manutenção. Veja alguns exemplos de tecnologias que ajudam nesse trabalho: Internet das Coisas (IoT), Machine Learning e Big Data.

Benefícios da manutenção preditiva

A técnica está totalmente relacionada aos padrões da indústria moderna, que precisa apresentar agilidade, evitar desperdícios e manter a eficiência. Veja algumas vantagens, a seguir:

  • Diminui os gastos com manutenções, pois tem o objetivo de prevenção de falhas;
  • Maximiza a vida útil dos equipamentos, já que melhora o aproveitamento dos investimentos na infraestrutura;
  • Diminui o tempo inativo de máquinas, devido ao foco na prevenção de falhas e não interrupção da linha produtiva;
  • Permite a mensuração da qualidade na manutenção;
  • Otimiza a produtividade quando ajuda nas condições de funcionamento dos equipamentos;
  • Possibilita uma adaptação adequada do inventário da fábrica às suas necessidades;
  • Aumenta a proteção e segurança das operações no chão de fábrica, pois visa a previsibilidade de erros, assim, evitando riscos de acidentes;
  • Diminui o consumo de energia, pois adéqua o tempo de uso das máquinas às reais necessidades da empresa;
  • Entre outras vantagens.

As fábricas que buscam evoluir, caminhando para a indústria 4.0 e em paralelo apostam na manutenção preditiva, certamente, ganham vantagem competitiva e destaque.

Diante de um mercado dinâmico, com diversas demandas, apresentar um fluxo operacional eficiente e eficaz na indústria é um ponto a mais para a continuidade do negócio.

Você tem dúvidas ou sugestões? Envie-nos um recado nos comentários. Bora bater um papo. 🙂