Jidoka: o que é, como e porque aplicar

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

ATUALIZADO EM:

09 de Abril de 2024

Imagine um cenário onde máquinas não apenas produzem, mas também pensam e tomam decisões críticas. Isso é Jidoka, um pilar fundamental do Sistema Toyota de Produção, que representa a automação com um toque humano.

Neste artigo, você descobrirá o que é Jidoka, como aplicá-lo, seus benefícios e tudo que você precisa saber sobre esse sistema.

O que é Jidoka?

O Jidoka é um conceito japonês que revoluciona a indústria ao trazer uma abordagem inovadora para o processo de produção. Traduzido como “automação com toque humano”, essa abordagem busca aperfeiçoar a qualidade do produto, eliminando falhas e erros desde o início do processo.

Diferente da produção em massa, onde os defeitos são detectados apenas no final da linha de produção, o Jidoka preza pela detecção e solução imediata dos problemas, evitando que se propaguem e causem prejuízos maiores.

Essa abordagem permite que os operadores tenham mais autonomia e responsabilidade sobre a qualidade do produto, além de promover uma cultura de melhoria contínua.

Com o Jidoka, as empresas podem reduzir custos, aumentar a eficiência e otimizar a produção, garantindo produtos de alta qualidade e satisfação dos clientes. Dessa forma, é uma filosofia que valoriza a excelência e está cada vez mais presente nas indústrias ao redor do mundo.

Como funciona o Jidoka?

Jidoka funciona através de um sistema de alertas e ações automáticas. Quando uma irregularidade é detectada, a máquina ou a linha de produção é interrompida imediatamente. Isso aciona um sinal visual ou sonoro que chama a atenção dos operadores.

A partir daí, a causa do problema é investigada e resolvida antes que a produção seja retomada, garantindo que nenhum produto defeituoso seja produzido.

Como aplicar o Jidoka na indústria?

A aplicação dessa abordagem na indústria requer a adoção de práticas e estratégias eficazes para alcançar resultados significativos. Veja as etapas:

  1. Identificar Problemas Potenciais

    O primeiro passo na implementação do Jidoka é identificar onde os problemas podem ocorrer no processo de produção. Isso pode envolver a análise de dados históricos, a observação direta do processo de produção ou a solicitação de feedback dos operadores.

  1. Desenvolver Sensores ou Dispositivos de Detecção

    Uma vez que os problemas potenciais são identificados, os sensores ou dispositivos de detecção devem ser desenvolvidos ou adquiridos para monitorar esses problemas. Sendo assim, esses dispositivos devem ser capazes de detectar imediatamente quando um problema ocorre.

  1. Integrar Dispositivos de Detecção com a Linha de Produção

    Os dispositivos de detecção devem ser integrados à linha de produção de tal forma que possam parar a produção imediatamente quando um problema é detectado.

  1. Treinar os Operadores

    Os operadores devem ser treinados para responder aos alertas do sistema Jidoka. Isso pode envolver a solução do problema, a realização de manutenção ou a solicitação de assistência adicional.

  1. Monitorar e Melhorar Continuamente

    Após a implementação do Jidoka, o sistema deve ser monitorado continuamente para garantir que está funcionando corretamente. Por isso, qualquer problema com o sistema deve ser tratado como uma oportunidade para melhoria contínua.

Lembre-se, a implementação bem-sucedida do desse sistema requer um compromisso com a qualidade, a eficiência e a melhoria contínua. É um processo contínuo que deve ser revisado e melhorado regularmente.

Benefícios do Jidoka para a indústria

O Jidoka desempenha um papel crucial na indústria, especialmente em setores onde a produção em massa é comum. Por isso, destacamos algumas razões pelas quais o Jidoka é tão importante:

  • Garantia de Qualidade: O Jidoka ajuda a garantir que apenas produtos de alta qualidade sejam produzidos, pois qualquer defeito leva à parada imediata da produção. Dessa forma, ele evita que defeitos se propaguem pelo processo de produção.
  • Eficiência da Produção: Ao parar a produção no momento em que um problema é detectado, o Jidoka economiza tempo e recursos que seriam desperdiçados na produção de itens defeituosos.
  • Empoderamento dos Trabalhadores: Com o Jidoka, os operadores não precisam monitorar constantemente a linha de produção. Dessa forma, podem se concentrar em tarefas mais valiosas, como a melhoria contínua dos processos.
  • Redução de Custos: O Jidoka pode levar a uma significativa redução de custos na produção pois evita a produção de itens defeituosos.
  • Melhoria Contínua: O Jidoka é um componente chave do Kaizen, ou melhoria contínua. Portanto, ele permite que as empresas identifiquem e resolvam problemas rapidamente, levando a melhorias contínuas na eficiência e na qualidade.

Cases de sucesso: empresas que aplicaram o Jidoka e tiveram resultados extraordinários

A implementação do Jidoka tem sido uma estratégia eficaz para várias empresas, resultando em melhorias significativas em seus processos produtivos.

Primeiramente, a Toyota, claro, é a principal referência quando falamos dessa técnica, mas muitas outras empresas globais adotaram o conceito para melhorar a qualidade e a eficiência de suas operações.

Através dessa abordagem, a empresa conseguiu reduzir desperdícios e eliminar falhas na produção, resultando em maior eficiência e qualidade dos produtos.

Outro caso de sucesso é a empresa americana Johnson & Johnson, que adotou o Jidoka em suas fábricas farmacêuticas. Com a aplicação dessa filosofia, a empresa conseguiu detectar e corrigir problemas de forma rápida, evitando perdas e garantindo a segurança dos produtos.

Além disso, empresas como Ford, General Motors e até gigantes da tecnologia como a Apple e a Samsung implementaram princípios dessa abordagem em suas linhas de produção.

Esses exemplos mostram como o Jidoka pode transformar o desempenho das empresas, permitindo que elas alcancem resultados extraordinários em termos de produtividade, qualidade e satisfação do cliente.

Diferenças entre Poka Yoke e Jidoka

Embora ambos os conceitos sejam voltados para a prevenção de erros, existem diferenças claras entre Poka Yoke e Jidoka.

Poka Yoke refere-se a dispositivos à prova de falhas projetados para prevenir ou destacar erros à medida que ocorrem. Por outro lado, o Jidoka é um passo além, envolvendo não apenas a detecção de erros, mas também a parada imediata da produção e a ação corretiva.

Conclusão

Em resumo, Jidoka é uma filosofia que transforma a maneira como pensamos sobre produção e qualidade.

Ao incorporar inteligência nos processos produtivos, as empresas podem alcançar níveis de eficiência e qualidade antes inimagináveis.

Por isso, a adoção do Jidoka é um testemunho da busca incessante pela excelência e um lembrete de que, mesmo na era da automação, o toque humano é insubstituível.

 

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo

Galvanização: o que é, tipos e etapas

22 de maio de 2024

Continuar lendo