O que é recall na indústria?

PUBLICADO POR:

Giovanna CipulloGiovanna Cipullo

ATUALIZADO EM:

10 de Abril de 2024

Você com certeza já ouviu falar em recall, mas sabe exatamente o que significa? É isso que vamos te contar neste artigo! 

Além disso, também preparamos um passo a passo completo de como criar um plano de recall e indicamos a melhor solução para evitar esse problema. Continue a leitura!

O que é recall e por que é tão importante?

recall arrumando veículo defeituoso

O termo inglês “recall” pode ser traduzido como “chamado de volta” e é uma ação extremamente importante no mundo industrial. Quando uma empresa detecta que um de seus produtos apresenta algum tipo de problema que pode afetar a segurança ou o bem-estar dos consumidores, ela inicia um processo de recall. 

Dessa forma, isso significa que o produto é chamado de volta para correções, sejam por defeitos de fabricação, problemas de qualidade ou falhas que possam colocar os usuários em risco.

Recall nos diferentes segmentos industriais

Um dos exemplos mais comuns de recall acontece na indústria automobilística. Neste caso, carros são chamados de volta para reparos em componentes que podem comprometer a segurança dos passageiros, como falhas em freios, airbags ou sistemas de direção. 

No entanto, o recall não se limita a veículos. Ele pode ocorrer em qualquer segmento, desde alimentos e medicamentos até brinquedos e eletrodomésticos. Sendo assim, o objetivo é sempre garantir a segurança e manter a confiança dos consumidores.

Por isso, toda indústria está suscetível ao recall e deve se planejar previamente para lidar com ele da melhor forma possível. 

Como montar um plano de recall?

Um processo de recall bem definido é crucial para a reputação e a responsabilidade social de uma empresa. Ao realizar um recall, a empresa não só protege seus consumidores de possíveis danos, mas também demonstra comprometimento com a qualidade e a transparência. 

Por isso, um recall eficiente pode minimizar danos, evitar litígios e, em muitos casos, reforçar a confiança do público na marca.

Para evitar recalls, as empresas devem investir em controle de qualidade, testes rigorosos de produtos e monitoramento constante. 

Além disso, é essencial ter um plano de ação para recalls, caso eles ocorram, garantindo uma resposta rápida e eficaz para proteger os consumidores e a integridade da marca.

  1. Identificação do Problema

O primeiro passo em qualquer plano de ação de recall é identificar o problema. Para isso, deve ser feito através de feedback dos consumidores, testes de qualidade ou monitoramento de processos internos.

  1. Avaliação do Risco

Avalie o risco associado ao problema. Isso inclui o potencial de danos aos consumidores e o impacto na reputação da marca.

  1. Determinação do Escopo do Recall

Determine o número de produtos afetados e onde eles estão localizados. Dessa forma, você ajudará a definir a extensão do recall.

  1. Comunicação

Desenvolva um plano de comunicação para informar aos consumidores sobre o recall. Isso pode incluir anúncios na mídia, e-mails diretos e postagens nas redes sociais.

Além disso, é essencial disponibilizar um meio de comunicação treinado para que os consumidores entrem em contato e esclareçam suas dúvidas sobre os lotes e produtos afetados.

  1. Execução do Recall

Determine como os produtos serão retirados do mercado e o que será feito com eles. Considere a realização de reparos, substituições ou reembolsos.

  1. Monitoramento e Atualização

Monitore a execução do recall e forneça atualizações regulares aos consumidores e às autoridades regulatórias. 

Esta etapa é essencial para tranquilizar os consumidores e demonstrar o comprometimento da empresa em solucionar o problema.

  1. Análise Pós-Recall

Após a conclusão do recall, analise o processo para identificar quaisquer áreas de melhoria. Dessa forma, será necessário rastrear todas as etapas de produção do produto para entender exatamente onde houve o erro.

Isso ajudará a evitar recalls futuros e a melhorar o processo caso seja necessário novamente.

O que fazer em casos de recall como consumidor?

Se você é um consumidor e se depara com um recall de um produto que possui, é importante seguir as instruções fornecidas pela empresa. 

Geralmente, isso envolve devolver o produto para reparo, substituição ou reembolso. Em caso de dúvidas, entre em contato com o serviço de atendimento ao consumidor da empresa para obter orientações claras sobre como proceder.

Casos famosos de recall

Ao longo dos anos, houve vários recalls notáveis. Os recalls da Takata e da Sony são dois dos mais famosos na história recente, cada um com suas próprias circunstâncias e desafios.

Recall de Airbags da Takata: Este é um dos maiores recalls na história da indústria automobilística. A Takata, uma empresa japonesa, produziu airbags que tinham uma falha no inflador. Em condições de alta umidade, esses infladores poderiam se deteriorar, fazendo com que os airbags explodissem com muita força quando acionados, lançando estilhaços de metal no interior do veículo. Este problema afetou milhões de veículos de várias marcas em todo o mundo. O recall começou em 2013 e continua até hoje, com a substituição dos airbags defeituosos.

Recall de Baterias de Notebooks da Sony: Em 2006, a Sony realizou um grande recall de baterias de íons de lítio usadas em laptops. A empresa descobriu que as baterias, que foram vendidas em laptops de várias marcas, tinham um defeito que poderia fazer com que superaquecessem e até mesmo pegassem fogo. Este recall afetou milhões de laptops em todo o mundo. A Sony substituiu as baterias defeituosas gratuitamente. 

Ambos os recalls servem como lembretes da importância de sistemas de controle de qualidade robustos e da necessidade de uma resposta rápida e eficaz quando surgem problemas de segurança do produto.

Como um sistema de gestão (ERP) pode ajudar a evitar recalls?

Um sistema de gestão (Enterprise Resource Planning) é uma ferramenta poderosa para evitar recalls. Ele integra todos os processos de negócios em uma única plataforma, permitindo um controle rigoroso de qualidade e rastreamento de produtos. Dessa forma, com um ERP, é possível monitorar cada etapa da produção e distribuição, identificando rapidamente qualquer desvio que possa resultar em um recall. Confira alguma das possibilidades oferecidas por um bom sistema de gestão:

Monitoramento preciso da produção e distribuição

Com um sistema ERP, cada etapa da produção pode ser monitorada de perto, desde a aquisição de matéria-prima até a entrega do produto final ao consumidor. Sendo assim, isso permite uma detecção precoce de qualquer irregularidade ou desvio nos processos, mitigando potenciais problemas que poderiam levar a um recall.

Rastreamento de produtos

A capacidade de rastrear produtos ao longo de sua jornada na cadeia de suprimentos é crucial para identificar rapidamente a origem de qualquer problema. Portanto, um sistema ERP permite a atribuição de números de série únicos a cada produto, facilitando a identificação rápida e precisa de lotes específicos em caso de necessidade de recall.

Gestão de qualidade integrada

Um sistema ERP oferece funcionalidades robustas de gestão de qualidade, permitindo a definição de padrões de qualidade, inspeções regulares e o registro detalhado de resultados. Dessa forma, ele ajuda a garantir que os produtos atendam consistentemente aos padrões exigidos, reduzindo o risco de recalls relacionados à qualidade.

Comunicação eficiente

Em caso de descoberta de um problema que exija um recall, um sistema ERP facilita a comunicação rápida e eficiente com todas as partes envolvidas, incluindo fornecedores, distribuidores e consumidores. Isso ajuda a agilizar o processo de recall, minimizando o impacto sobre os consumidores e a reputação da empresa.

Análise de dados para prevenção proativa

Além de lidar com problemas imediatos, um sistema ERP pode analisar dados históricos para identificar tendências e padrões que possam indicar potenciais problemas futuros. Isso permite que as empresas adotem uma abordagem proativa na prevenção de recalls, implementando melhorias contínuas em seus processos.

 

Em resumo, se você é um gestor industrial e quer evitar passar por um processo de recall danoso para a sua empresa, a melhor solução é contratar um fornecedor de ERP robusto. 

Um bom sistema de gestão irá alavancar sua capacidade produtiva e profissionalizar os processos padronizados da indústria. Por isso, as chances de recall em um ambiente monitorado diminuem drasticamente. 

O KORP ERP é um sistema de gestão industrial especialista nos processos da manufatura. Com módulos de produção, logística, backoffice, fiscal/contábil, qualidade, engenharia e muitos outros, essa é a opção ideal para empresas que querem integrar todas suas necessidades em um único software.

Agende uma demonstração completa sem compromissos e dê o primeiro passo para a evolução da sua empresa! 

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Formada em Jornalismo e pós-graduada em Assessoria de Imprensa, Gestão de Comunicação e Marketing, atua como coordenadora de marketing na Viasoft Korp.

ARTIGOS RELACIONADOS

Kaizen: o que é e como aplicar na indústria

24 de maio de 2024

Continuar lendo

Galvanização: o que é, tipos e etapas

22 de maio de 2024

Continuar lendo