O romaneio ou picking list é uma listagem que concentra as mercadorias da indústria que serão transportadas por um veículo. Então, o documento ajuda na identificação dos itens e na agilidade das entregas (embarque e desembarque).

Além disso, o romaneio é usado no desembaraço aduaneiro, isto é, no caso de empresas que fazem importação ou exportação de produtos e precisam de liberação das mercadorias pela alfândega. Aliás, nessa circunstância, se a companhia não apresentar o romaneio de carga, pode receber multas.

Vale ressaltar que o romaneio não substitui a nota fiscal, pois a NF é um documento oficial que registra as informações de venda.

Quais as vantagens do romaneio?

Em alguns casos, a utilização do romaneio é obrigatória por lei. Entretanto, existem diversos benefícios em utilizar esse tipo de documento, confira alguns deles:

1. Agilidade na conferência e fiscalização da carga

Uma das principais funções do picking list é ajudar na conferência e fiscalização dos produtos em um processo de carga e descarga.

Com esse documento, o responsável pelo transporte terá conhecimento dos itens carregados. E, caso ocorra alguma divergência na entrega que tenha sido combinada anteriormente, há a possibilidade de incluir uma justificativa no próprio romaneio.

Obs: é essencial que o destinatário assine os documentos de entrega, a fim de evitar problemas, como furtos, avarias, etc.

2. Maior segurança para a sua indústria

Devido às incertezas e riscos, como acidentes e assaltos, as seguradoras para iniciarem o processo de indenização em situações de sinistro solicitam o relatório da carga.

Nesse sentido, por meio do romaneio, a seguradora consegue identificar os itens contidos dentro da carga. Se a indústria não fornecer esse documento, terá dificuldades para conseguir a indenização.

3. Reduz as falhas na entrega

Em situações de divergência no pedido, o motorista ou responsável pela entrega pode conferir as informações da carga com o romaneio. Dessa forma, a identificação e correção de falhas no processo de entrega serão realizadas de modo mais ágil.

Como funciona o romaneio?

O romaneio não tem um layout obrigatório ou informações padrões. Então, a indústria tem a liberdade de determinar e incluir no relatório os dados mais relevantes para o funcionamento do processo logístico.

Entretanto, a Receita Federal pontua alguns pontos básicos que devem ser considerados na elaboração do relatório, veja quais são:

  • Quantidade total de volumes (embalagem);
  • Marcação dos volumes;
  • Volumes por ordem numérica;
  • Espécie de embalagens;
  • Peso (líquido e bruto);
  • Dimensões unitárias;
  • Volume total da carga.

Após definir os dados que farão parte do relatório, elabore o documento. Para isso, faça uso de uma planilha ou um sistema integrado que facilite a comunicação entre os envolvidos no processo de entrega.

Como emitir o romaneio em um sistema de gestão?

Usar planilhas eletrônicas a fim de emitir o picking list é uma boa alternativa para indústrias que têm um volume de entregas pequeno. Mas, essa ferramenta, pode comprometer o desempenho do processo em uma grande indústria, pois podem ocorrer falhas operacionais, por exemplo, erros de digitação, extravio de informações, entre outros problemas.

Por essa razão, fazer uso de um sistema de gestão, como o Viasoft Korp ERP facilita a emissão do relatório. Isso ocorre porque o software integra todos os dados necessários para a elaboração do documento.

Por meio do sistema Viasoft Korp ERP gerencie os documentos de expedição da indústria em diversas plataformas. Exemplo: computadores, tablets ou celulares a partir da leitura de etiquetas de códigos de barras.

A emissão do romaneio é um processo básico e fundamental por conta da sua simplicidade no controle de cargas. Sendo assim, ao usar esta listagem nos processos de entrega da sua indústria, ganhe muitos benefícios e melhore os resultados do negócio.

Você ficou com alguma dúvida ou quer entender melhor as funcionalidades do sistema Viasoft Korp ERP? Entre em contato com o nosso time.