Tanto a produção puxada quanto a empurrada são metodologias de trabalho usadas em indústrias. Enquanto na primeira, a empresa primeiro identifica a demanda para depois puxar a produção, na segunda a fábrica produz para o estocar. Então, começa a produção após a chegada dos materiais.

Ambas funcionam e cada uma apresenta suas vantagens. A seguir entenda as diferenças entre elas e avalie qual melhor se encaixa no perfil da fábrica em que você trabalha.

Produção puxada X empurrada. Como funcionam esses processos produtivos?

Puxada

Esse modelo é mais atual do que a produção empurrada, pois apoia-se no toyotismo. Portanto, o objetivo é trabalhar sem estoques. Sendo assim, o cliente precisa fazer o pedido para ativar a elaboração dos produtos. Ou seja, a ideia é atuar com o fluxo de materiais e não com estoque.

Além disso, nesse formato, as empresas usam o Kanban a fim de produzir um estoque mínimo. Assim, no momento em que o comprador pede a mercadoria, o Kanban fica com a ausência de um item, o que resulta no processo produtivo.

A produção puxada segue a mesma linha do Just In Time, que produz apenas o necessário e no momento certo. Então, o foco está em diminuir ao máximo os estoques a fim de reduzir desperdícios e melhorar a efetividade da operação.

Empurrada

Esse tipo de produção é o mais antigo e tradicional. As indústrias fazem uso desse modelo desde a revolução industrial. Primeiramente, se produz e as mercadorias vão para o estoque e, em seguida, a equipe faz a venda aos clientes.

Nesse sentido, é necessário fazer o cálculo de quanto produzir conforme a previsão de vendas gerada pelo MRP (Material Requirement Planning ou Planejamento das Necessidades Materiais). Feito isso, cria-se o estoque. Este formato precisa de estoques de sobra, a fim de atender a necessidade do cliente final.

Prós e contras da produção puxada e empurrada

Como você deve ter percebido, a produção puxada e empurrada são bem diferentes. A seguir veja algumas características de cada uma delas:

Vantagens da Produção puxada

  • Diminuir o estoque e eventuais perdas e custos;
  • Otimizar a qualidade das mercadorias;
  • Reduzir os custos de produção e de planejamento.

Dificuldades da Produção puxada

  • Não é tão simples para os vendedores, pois às vezes o produto não está disponível para pronta entrega;
  • Em momentos de baixa demanda, a indústria pode ficar ociosa;
  • Dependência maior dos fornecedores, já que eles devem entregar no prazo.

Vantagens da Produção empurrada

  • Ótimo modelo para os vendedores, já que a mercadoria está disponível para pronta entrega;
  • Maior controle dos prazos;
  • Maior monitoramento das variações na demanda.

Dificuldades da Produção empurrada

  • Podem ocorrer mais gastos devido à necessidade de manter mais ambientes para a elaboração dos itens e estocagem;
  • Maior probabilidade de danos no estoque;
  • Menor comunicação entre os setores.

E aí, agora que você já entendeu as diferenças entre esses processos produtivos, qual deles acredita que melhor se adéqua à sua empresa? Se ficou com alguma dúvida, não deixe de enviar recado nos comentários.

Aaah, aproveite para conferir dicas relacionadas a indústrias em nosso blog, clique aqui.