O que é metodologia 5S e como aplicar na indústria?

PUBLICADO POR:

Viasoft Korp ERPViasoft Korp ERP

ATUALIZADO EM:

29 de Maio de 2023

A metodologia 5S, criada em terras japonesas pós 2ª Guerra Mundial, concentrava-se em melhorar a produtividade e a qualidade de vida. Atualmente, as empresas aplicam a ferramenta para otimizar a qualidade geral do serviço. No caso das indústrias, por exemplo, desde o chão de fábrica até a rotina dos escritórios são envolvidos e beneficiados.

O programa 5S ajuda no controle de qualidade e diminuição de desperdícios. Sendo que, a base da metodologia está pautada em limpeza e organização no ambiente profissional. Por isso, muitas vezes, chega para os colaboradores como uma filosofia de vida.

Conheça os pilares do programa de qualidade:

  • Senso de utilização (Seiri);
  • Organização (Seiton);
  • Senso de limpeza (Seiso);
  • Padronização (Seiketsu);
  • Disciplina (Shitsuke).

Ao longo do artigo, vamos explicar em mais detalhes o que é a metodologia 5S, a sua origem e vantagens para as organizações. Vamos lá?

O que é a metodologia 5S?

O 5S é uma metodologia que auxilia na organização das empresas nos seus diferentes níveis estruturais. Desse modo, a ideia é que a organização opere com os recursos necessários, valorize os trabalhadores e mantenha bons níveis de produtividade.

A metodologia surgiu após a Segunda Guerra Mundial, um momento que deixou marcas no país que precisava se reerguer após os ataques de Hiroshima e Nagasaki e os impactos econômicos da guerra.

Então, o 5S passou a ser aplicado em vários setores da sociedade. Em especial, passou a ser uma nova postura das empresas, garantindo resultados muito positivos. Desse modo, podemos dizer que o método 5S de controle de qualidade está ligado à disciplina, marcante na cultura japonesa.

Como funciona o método 5S?

A seguir, veja como funciona o programa 5S dentro das companhias. Lembrando que, no momento, a metodologia é passível de aplicação em praticamente todos os tipos de empresa. Confira o passo a passo!

metodologia-5s

Senso de utilização (Seiri)

O primeiro S (Seiri) tem o intuito de verificar os itens e recursos que serão usados durante o processo de trabalho e dispensar aqueles “descartáveis”. Assim, melhorando a produtividade do time e eliminando os elementos não essenciais. Ou seja, com isso, a empresa ganha um espaço mais limpo e organizado.

Em algumas indústrias, durante a implementação do 5S, verifica-se a existência de profissionais que não estão sendo bem aproveitados em seus departamentos, a fim de realocá-los ou dispensá-los.

Outro exemplo é o gerenciamento de equipamentos úteis ou que não estão sendo bem utilizados. Desse modo, trata de manter no espaço de trabalho aquilo que é importante e avaliar a necessidade de adquirir novos recursos.

Organização (Seiton)

Aqui, o objetivo é selecionar os recursos que permanecerão na indústria. Sendo assim, a equipe precisa organizar e categorizar todas as atividades, recursos e processos.
É fundamental simplificar e facilitar o ambiente organizacional. Desse modo, o time economiza tempo nos próximos procedimentos e as atividades são feitas com mais agilidade.

O senso de organização envolve deixar itens de uso diário em locais de fácil acesso e garantir um ambiente que colabora com as necessidades de equipe. Portanto, ajuda o time a economizar tempo e focar nas demandas.

Senso de limpeza (Seiso)

Nessa fase, os profissionais responsáveis pela aplicação do 5S e as equipes precisam avaliar os espaços corporativos, a fim de evitar aquelas rotinas que geram sujeira ou desordem.

Portanto, a meta é garantir a satisfação dos funcionários durante o período de trabalho, com um local limpo, sem a necessidade de tantas manutenções. Claro que, para isso, os profissionais devem colaborar para manter os resultados positivos.

Normalização (Seiketsu)

Esse estágio do 5S serve para assegurar que todo o trabalho planejado e feito até ali, será conservado. Ou seja, um padrão será criado para sustentar a metodologia e os bons resultados.

Nesse sentido, define as responsabilidades e os responsáveis por prosseguir com o padrão. Aliás, essa ação motiva o time a cuidar da aparência e saúde da empresa, o que permite um melhor desempenho industrial.

Por isso, os passos anteriores precisam ser automatizadas para que façam parte do cotidiano da empresa. Um passo pode ser a criação de instruções de trabalho e checklists para garantir que todos os processos estão sendo seguidos.

Disciplina (Shitsuke)

Dentro do 5S, a disciplina vem para garantir que o programa funcione sem que os gerentes tenham que interferir diretamente. Isto é, os funcionários entendem os “deveres” e “vantagens”, incluindo todo o passo a passo.

Sendo assim, todos precisam desenvolver um senso de autodisciplina para absorver os valores. Uma possibilidade é oferecer treinamentos para que todos se alinhem e discutam melhorias nos processos. Além disso, dar feedbacks aos funcionários pode ser uma boa tática.

Depois de colocar em prática o 5S, acompanhe as métricas da indústria que, possivelmente, serão de sucesso.

Continue aprendendo sobre a qualidade na indústria no blog Korp:

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
A Viasoft Korp nasceu na indústria em 1999 e se tornou o maior especialista em sistemas de gestão para o segmento industrial e de distribuição. Além do ERP, desenvolve diversas outras soluções com foco em lucro e produtividade.

ARTIGOS RELACIONADOS

Metodologia Scrum: Guia Completo

18 de junho de 2024

Continuar lendo

PODC: o que é e como aplicar

10 de junho de 2024

Continuar lendo