A metodologia 5S, criada em terras japonesas pós 2ª Guerra Mundial, concentrava-se em melhorar a produtividade e a qualidade de vida. Atualmente, as empresas aplicam a ferramenta para otimizar a qualidade geral do serviço. No caso das indústrias, por exemplo, desde o chão de fábrica até a rotina dos escritórios são envolvidos e beneficiados.

O programa 5S ajuda no controle de qualidade e diminuição de desperdícios. Sendo que, a base da metodologia está pautada em limpeza e organização no ambiente profissional. Por isso, muitas vezes, chega para os colaboradores como uma filosofia de vida.

Conheça os pilares do programa de qualidade:

  • Senso de utilização (Seiri);
  • Organização (Seiton);
  • Senso de limpeza (Seiso);
  • Padronização (Seiketsu);
  • Disciplina (Shitsuke).

Como funciona o 5S?

A seguir, veja como funciona o programa 5S dentro das companhias. Lembrando que, no momento, a metodologia é passível de aplicação em praticamente todos os tipos de empresa. Confira o passo a passo:

Senso de utilização

O primeiro S (Seiri) tem o intuito de verificar os itens e recursos que serão usados durante o processo de trabalho e dispensar aqueles “descartáveis”. Assim, melhorando a produtividade do time e eliminando os elementos não essenciais. Ou seja, com isso, a empresa ganha um espaço mais limpo e organizado.

Em algumas indústrias, durante a implementação do 5S, verifica-se a existência de profissionais que não estão sendo bem aproveitados em seus departamentos, a fim de realocá-los ou dispensá-los.

Organização

Aqui, o objetivo é selecionar os recursos que permanecerão na indústria. Sendo assim, a equipe precisa organizar e categorizar todas as atividades, recursos e processos.

É fundamental simplificar e facilitar o ambiente organizacional. Desse modo, o time economiza tempo nos próximos procedimentos e as atividades são feitas com mais agilidade.

Senso de limpeza

Nessa fase, os profissionais responsáveis pela aplicação do 5S e as equipes precisam avaliar os espaços corporativos, a fim de evitar aquelas rotinas que geram sujeira ou desordem.

Portanto, a meta é garantir a satisfação dos funcionários durante o período de trabalho, com um local limpo, sem a necessidade de tantas manutenções. Claro que, para isso, os profissionais devem colaborar para manter os resultados positivos.

Padronização no programa 5S

Esse estágio do 5S serve para assegurar que todo o trabalho planejado e feito até ali, será conservado. Ou seja, um padrão será criado para sustentar a metodologia e os bons resultados.

Nesse sentido, defina as responsabilidades e os responsáveis por prosseguir com o padrão. Aliás, essa ação motiva o time a cuidar da aparência e saúde da empresa, o que permite um melhor desempenho industrial.

Disciplina

Dentro do 5S, a disciplina vem para garantir que o programa funcione sem que os gerentes tenham que interferir diretamente. Isto é, os funcionários entendem os “deveres” e “vantagens”, incluindo todo o passo a passo.

Depois de colocar em prática o 5S, acompanhe as métricas da indústria que, possivelmente, serão de sucesso.

Eeei, você tem alguma dúvida sobre o programa 5S? Envie seu recado nos comentários ou em nossas redes sociais. Vamos bater um papo. 🙂