O just in time é cada dia mais usado nas indústrias que buscam um trabalho da manufatura mais assertivo. Esse método visa diminuir os gastos e impedir que o estoque permaneça parado por um longo período de tempo.

Uma das vantagens de adotar a metodologia é que a gestão torna-se mais eficiente, além de maximizar a margem de lucro da companhia. Mas, os benefícios do just in time não param por aí. Veja neste artigo, como funciona essa filosofia nas indústrias e suas vantagens.

Afinal, o que é Just in Time?

Just in time significa “momento certo”. Esse método de gestão da produção tem foco no controle de estoque. Ou seja, o intuito é vender todos os produtos para não ficar com mercadorias paradas no estoque das indústrias.

Nesse sentido, a gestão trabalha para não produzir, transportar e vender antes da hora. Quer dizer, a meta é não manter o estoque parado e reduzir o desperdício de materiais, já que as mercadorias produzidas serão todas comercializadas. Mas, vale lembrar que, para seguir essa linha de raciocínio, a equipe precisa padronizar os processos e criar políticas e diretrizes de trabalho.

Quais as vantagens do Just in Time para as indústrias?

1 – Melhora a produtividade

Otimize a produção por meio dessa filosofia, que procura o “momento certo” para executar cada uma das etapas do trabalho, centralizando os esforços de maneira ágil.

2 – Reduz os desperdícios

As indústrias que fazem uso do just in time produzem sob demanda, assim, evitando os desperdícios de materiais e recursos.

3 – Otimiza a gestão de estoque

O método também ajuda no controle do estoque como um todo. Além disso, há a possibilidade de reorganizar o ambiente de armazenagem.

4 – Melhora a qualidade do trabalho

O método permite ainda que a equipe mantenha a qualidade dos produtos, pois existem objetivos estipulados e um padrão a ser seguido em relação à produção.

Como o sistema ERP ajuda no Just in Time?

O ERP (Enterprise Resource Planning) é um sistema de gestão que viabiliza a integração de dados industriais. Dessa maneira, unindo diversas informações e etapas do processo de produção e distribuição. Por exemplo: a supply chain.

Para aplicar o just in time, as indústrias devem ter informações atualizadas e centralizadas, a fim de ter uma base sólida que ajude nas decisões. Nesse sentido, o ERP vem como uma ótima alternativa, pois os dados do negócio permanecem centralizados em um único local, de modo eficaz e em tempo real.

Sem falar que, as empresas conseguem melhorar as tarefas do front-office e do backoffice com a automatização. Assim, reduzindo a quantidade de erros e tornando o ambiente mais produtivo e rápido.

Se a sua empresa pretende aperfeiçoar os processos com a aplicação do just in time, conte com a solução Viasoft Korp ERP. Este software já ajuda diversas indústrias espalhadas pelo Brasil com a gestão do negócio, e está no mercado há mais de 20 anos. Clique aqui, e veja os módulos e possibilidades da plataforma.