Gestão de pessoas: o que é e como melhorar com tecnologia

PUBLICADO POR:

Letícia GuimarãesLetícia Guimarães

PUBLICADO EM:

03 de abril de 2023

O investimento em gestão de pessoas é uma das atitudes que as empresas de sucesso priorizam. Desse modo, podemos melhorar a satisfação dos colaboradores, gerando impactos positivos nas metas do negócio.

Manter os funcionários motivados e capacitados faz com que os processos aconteçam como esperando em um ambiente organizacional agradável. Afinal, os trabalhadores que compõem a empresa, alcançando metas e a destacando no mercado.

Neste artigo, vamos explicar o que é gestão de pessoas e seus pilares, além de mostrar como você pode otimizar a área com o uso de um sistema integrado de gestão. Vamos lá?

O que é gestão de pessoas?

A gestão de pessoas visa administrar o capital humano nas organizações. Dessa forma, utilizam-se técnicas de recursos humanos para melhorar a experiência dos colaboradores e alcançar as metas da organização.

Sendo assim, todos os participantes precisam se conectar com as diferentes áreas da empresa, motivando e engajando as equipes para que estejam alinhadas ao planejamento estratégico.

O conceito vai além dos resultados e metas, focando na qualidade de vida e na satisfação dos colaboradores. Um estudo realizado pela Boston Consulting Group e pela World Federation of People Management Association demonstrou que as estratégias de pessoas e RH e desenvolvimento de lideranças são os pontos mais importantes para o crescimento de uma empresa.

Por isso, alguns objetivos da gestão de pessoas são:

  • Integrar estratégias de negócios a ações de Recursos Humanos;
  • Criar uma cultura de alto desempenho;
  • Engajar pessoas talentosas e qualificadas com a companhia;
  • Gerar relações de confiança entre gestores e funcionários;
  • Promover a ética nas relações de trabalho.

Pilares da gestão de pessoas

Por meio dos objetivos da gestão de pessoas, você pode perceber como a área busca transformar as relações em uma organização. Entretanto, para que seja eficiente, é necessário dar um passo para trás e compreender as necessidades dos colaboradores e da sua organização.

Os pilares da gestão de pessoas existem para embasar o trabalho no setor e possibilitar uma atuação estratégica. Conheça cada um deles!

pilares-gestao-de-pessoas

  1. Motivação

O primeiro pilar é a motivação, sendo a base para toda a gestão do capital humano. Afinal, pessoas motivadas produzem melhor e mantém a harmonia dentro da empresa.

Mas quais são alguns motivos que desmotivam os funcionários? Há várias possibilidades, como a falta de propósito, falta de perspectiva de crescimento na carreira, mal relacionamento com gestores, cultura organizacional tóxica ou ferramentas ineficientes no trabalho.

Dessa forma, o primeiro passo é entender os sentimentos coletivos e individuais dos profissionais da sua empresa, para combater os fatores desmotivadores. Além disso, lembre-se de dar atenção aos casos isolados, para que colaboradores desengajados não impactarem o restante da equipe.

Uma empresa que engaja seus profissionais retém talentos e não os perde para os concorrentes. Entretanto, apesar de ser uma função da gestão de pessoas, também importa aos gestores acompanharem individualmente os seus liderados, incentivando cada colaborador. Veja algumas formas de motivar os seus funcionários!

Conhecer os membros da sua equipe

Quando um líder demonstra atenção a seus liderados, a tendência é melhorar o engajamento da equipe. Isso porque, apesar das pessoas serem atraídas por remunerações e benefícios, um bom relacionamento faz toda a diferença na motivação pessoal.

Dessa forma, vale conhecer as expectativas de cada colaborador e entender como a companhia pode o ajudar a alcançar os seus objetivos.

Estabelecer metas e fornecer feedbacks

Além disso, os colaboradores precisam compreender as metas da empresa. Os gestores devem conversar sobre os objetivos do setor com cada colaborador. Afinal, ter metas desafiadoras nos ajuda a sair da zona de conforto.

Contudo, o gestor também precisa oferecer feedbacks contínuos. Assim, o membro da equipe sabe que seu líder está acompanhando o seu desempenho.

Em um sentido parecido, a liderança é a base de uma equipe com alta motivação. Sendo assim, o RH também precisa treinar os gestores da empresa, para que saibam como proceder no trato com as pessoas.

A capacitação do gestor vai além de habilidades técnicas. Portanto, invista em habilidades como a comunicação assertiva e a empatia com a equipe.

2. Comunicação

Um dos principais pilares da gestão de pessoas é a comunicação. Quando uma organização prioriza uma comunicação transparente, as pessoas se sentem mais seguras para expressar as suas ideias.

Desse modo, um gestor precisa se comunicar de forma que reduza os ruídos que atrapalham os processos de trabalho. Além disso, os colaboradores desejam ser ouvidos, o que também pode ser um fator para a motivação.

Para isso, já existem ferramentas tecnológicas que facilitam a comunicação entre uma equipe e entre setores. Assim, todos os times podem receber informações importantes ao mesmo tempo.

A comunicação estimula a cooperação, uma palavra que traz força às empresas que se destacam. Sendo assim, trata-se de evitar um clima organizacional focado na competição e enfatizar um ambiente mais colaborativo. 

É necessário criar uma visão de time para potencializar a confiança entre os membros da equipe. Os resultados são uma equipe confiante, que expressa suas opiniões e ideias e, por consequência, cria soluções inovadoras.

3. Trabalho em equipe

O quarto pilar da gestão de pessoas é o trabalho em equipe. Trata-se de destacar o que há de melhor em cada colaborador e conscientizá-los para que se alinhem à equipe.

Sendo assim, é necessário estimular o bom relacionamento entre as equipes para que consigam criar parcerias que cresçam entre si. Afinal, somos melhores quando trabalhamos em sintonia.

O trabalho em equipe traz benefícios individuais e coletivos aos funcionários, gerando maiores resultados e a sensação de dever cumprido.

4. Gestão de competências

A gestão de competências visa utilizar o conhecimento como forças para alcançar os resultados de uma empresa.

Nesse sentido, a companhia deve estimular a cultura de conhecimento, estimulando os colaboradores a se desenvolverem intelectualmente. 

Além disso, a gestão de pessoas precisa elaborar estratégias para identificar as lacunas de conhecimento e como mensurar o potencial de cada pessoa no ambiente corporativo. Outra ferramenta é a avaliação de desempenho por competência, para descobrir talentos dentro da empresa em vez de abrir um novo processo seletivo.

Remanejar pessoas internamente pode ser um fator motivador para incentivar um profissional que começa em uma nova função. Sendo assim, os profissionais também podem aprender entre si, com os potenciais de cada um. 

5. Treinamentos e desenvolvimento

Também é imprescindível investir na capacitação dos seus talentos, uma das principais formas de demonstrar a valorização do capital humano. Mas como fazer isso?

Assim como na capacitação de líderes, o RH precisa desenvolver capacitações para as equipes que vão além de treinamentos relacionados à habilidades técnicas. Dessa forma, é possível implementar rotinas de aprendizado constante, por meio de universidades corporativas, gamificação, incentivo ao ensino superior, entre outras medidas.

Qual é a diferença entre gestão de pessoas, recursos humanos e departamento pessoal?

gestao-de-pessoas

Vamos explicar resumidamente cada um dos conceitos. 

A gestão de pessoas se refere ao gerenciamento da liderança e administração do capital humano. Desse modo, a responsabilidade não é exclusiva dos profissionais de RH.

Na área de Recursos Humanos, há foco no planejamento e organização dos processos de recrutamento e seleção e planos de carreira. Ou seja, processos práticos de controle das necessidades dos colaboradores.

Por fim, o departamento pessoal trata das atividades burocráticas que envolvem documentos, leis e normas que a empresa deve seguir para não ter problemas com a Justiça do Trabalho. 

Qual é a importância da gestão de pessoas nas empresas?

Como vimos anteriormente, a motivação é um dos principais pilares da gestão de pessoas. Isso tem grande relevância, pois os trabalhadores são a principal força de uma organização. Algumas pesquisas evidenciam as prioridades de trabalhadores hoje e como as empresas podem usar a gestão de pessoas para alcançarem seus objetivos:

  • A saúde mental é considerada um aspecto relevante no trabalho por 97,2% das pessoas (Great Place to Work).
  • Nos últimos anos o número de organizações que investem em gestão de pessoas cresceu de 28% para 59,7%, sendo que iniciativas de saúde mental estavam presentes em 43,5% dos programas (Aon).
  • Em 2022, 49,2% das organizações consideraram a comunicação interna um de seus maiores desafios (Great Place to Work). 
  • Em 2022, 72% dos funcionários consideram a necessidade de políticas flexíveis de trabalho em uma empresa (IWG).
  • 34% dos negócios investem na cultura corporativa como um meio de reter talentos (Índice de Confiança Robert Half).

Sendo assim, toda empresa precisa desenvolver ações que priorizam a qualidade de vida dos colaboradores e um espaço saudável, para alcançar a melhor produtividade possível. 

Como utilizar a tecnologia para melhorar a gestão de pessoas?

Em um mercado cada vez mais exigente e competitivo, torna-se necessário utilizar a tecnologia para simplificar tarefas e melhorar a comunicação com seus colaboradores.

Pensando na gestão de pessoas, o ERP pode facilitar os processos internos de uma empresa, centralizando as atividades e o alinhamento quanto a metas e objetivos entre os setores.

Ter todos os seus dados em um único lugar vai transformar como a sua empresa lida com dados e troca de informações entre os setores. Um software de gestão, como o ERP Korp, vai otimizar o trabalho do setor de recursos humanos e das outras equipes, permitindo análises precisas dos seus profissionais e mantendo uma cultura organizacional saudável. Veja alguns benefícios do ERP!

Integração de dados

Com o uso do ERP, seus dados se centram em um sistema, eliminando o uso de papéis e automatizando tarefas. Assim, você pode organizar mais facilmente informações sobre todos os funcionários, que estarão disponíveis a qualquer momento.

Monitoramento de indicadores

O ERP permite o desenvolvimento de ações na gestão estratégica de pessoas, como os treinamentos e a gestão de competências. Por meio do sistema, você pode monitorar os indicadores das atividades das equipes, além de gerar relatórios que facilitam a tomada de decisões pelos gestores.

Otimização de recursos

Com a automatização de processos,o tempo com atividades manuais se reduz, garantindo o aumento da produtividade da sua equipe em relação ao que realmente importa. Além disso, os erros humanos são reduzidos e seus talentos podem focar ações mais estratégicas.

Viu como a tecnologia pode ajudar a melhorar a gestão de pessoas na sua empresa? Então, veja outros artigos para aprender mais sobre o tema e otimizar os seus processos:

 

Cadastre-se em nossa newsletter

Please wait...

Obrigado por se inscrever!

COMPARTILHE

Publicado por:
Letícia Guimarães é professora, publicitária e mestre em Comunicação (UFPR).

ARTIGOS RELACIONADOS

Gestão de ponto: como otimizar na sua empresa

10 de abril de 2023

Continuar lendo

Gráfico de Gantt: o que é e como montar

08 de fevereiro de 2023

Continuar lendo